quinta-feira, 5 de maio de 2022

Povo grita 'Lula, ladrão, seu lugar é na prisão' durante discurso de Bolsonaro na Paraíba


Logo após fazer o acionamento das comportas da barragem Acauã, o presidente Jair Bolsonaro discursou na Paraíba, quando lembrou que todas as obras concluídas pelo governo são pagas pelos contribuintes, de forma que é obrigação do governo prestar esses serviços à população. 

O presidente explicou que a chegada das águas às casas do Nordeste é uma libertação para a população que, por décadas, ficou dependente dos carros-pipa. Bolsonaro lembrou ainda que os governos anteriores, que deixaram as obras sem terminar, saquearam os cofres do País, ao que o povo na plateia respondeu aos gritos de “Lula, ladrão, seu lugar é na prisão”. 

O presidente apontou as consequências da política do “fique em casa que a economia a gente vê depois” e também da guerra da Ucrânia, e afirmou que o governo vem fazendo sua parte para garantir o bem-estar dos brasileiros apesar das circunstâncias adversas. 

A Constituição Federal determina, em seu art. 5º, inciso LIV, que “ninguém será privado da liberdade ou de seus bens sem o devido processo legal”. No entanto, o ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Felipe Salomão, mandou confiscar, em decisão monocrática em inquérito administrativo, a renda de canais e sites conservadores, como de Bárbara, do canal Te Atualizei, e da Folha Política. 

A decisão do ministro, que recebeu o respaldo e o apoio de Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes, confisca toda a renda dos canais, sem qualquer distinção segundo o tipo de conteúdo, o tema, a época de publicação ou qualquer outro critério. Há mais de 10 meses, toda a renda do nosso trabalho é retida sem qualquer justificativa jurídica.

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode nos ajudar a manter o jornal funcionando, doe através do QR Code que aparece na tela, ou utilizando o código Pix ajude@folhapolitica.org. Caso não use Pix, a conta da empresa Raposo Fernandes está disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo. Há 10 anos, a Folha Política vem enfrentando a espiral do silêncio imposta pelo monopólio da informação. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...