quinta-feira, 2 de junho de 2022

Deputado Luiz Lima comenta valores astronômicos desviados na era PT e alerta: ‘esse país ficará ingovernável’


O deputado Luiz Lima repercutiu, da tribuna da Câmara dos Deputados, a decisão do Tribunal de Contas da União que obriga o ex-operador da propina na Petrobras Renato Duque a devolver quase um bilhão de reais. O deputado calculou quanto o operador desviava por dia: cerca de 320 mil reais. Lima disse: “era uma máquina de corrupção”, acrescentando que metade ia para o Partido dos Trabalhadores. 

O deputado disse: “se nós vivêssemos num país sério, o Partido dos Trabalhadores já tinha sido extinto há muito tempo”. Lima rebateu uma declaração do ex-presidente Lula, dizendo: “enquanto o senhor era chefe do Executivo, o Estado roubava as pessoas”. O deputado parabenizou o TCU, comparando sua atuação à do STF: “ficam brincando de caçar as vovós do zap, dizendo que são fake news”. 

O deputado prosseguiu: “Charles de Gaulle estava certo, o Brasil não é um país sério. Não é uma questão de esquerda ou de direita, é uma questão de polícia ou ladrão”. O deputado questionou: “Supremo Tribunal Federal, vocês estão de que lado? Vocês estão perdendo o tempo dos senhores, de construir um Brasil melhor e mais justo”. 

Luiz Lima disse: “é triste falar isso, mas o PT perdeu a noção do roubo. Ele matou o país. Estão permitindo que as pessoas retornem ao poder. O Brasil vai ficar ingovernável se isso acontecer”. O deputado acrescentou: “se Lula voltar ao poder, esse país ficará ingovernável, e é fato que, em seis meses, volta Alckmin, volta MDB, volta PSDB. Isso é fato, e tem que ser muito inocente para não enxergar isso”. 

Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro e pessoas que apenas têm um discurso diferente do imposto pelo cartel midiático vêm sendo perseguidos, em especial pelo Judiciário. Além dos inquéritos conduzidos pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, também o ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Felipe Salomão, criou seu próprio inquérito administrativo, e ordenou o confisco da renda de sites e canais conservadores, como Bárbara, do canal Te Atualizei, e a Folha Política. Toda a receita gerada pelo nosso jornal desde 1º de julho de 2021 está bloqueada por ordem do TSE, com aplauso dos ministros Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes. Há mais de 11 meses, toda a renda do nosso trabalho vem sendo retida, sem qualquer previsão legal. 

Sem a possibilidade de receber a renda de seu trabalho, o jornal corre o risco de fechar. Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar, use o QR Code que está visível na tela para doar qualquer quantia, ou use o código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

Há 10 anos, a Folha Política faz a cobertura da política brasileira, mostrando atos, pronunciamentos e eventos dos três poderes, quebrando a espiral do silêncio imposta pelo cartel de mídia que quer o monopólio da informação. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...