quinta-feira, 30 de junho de 2022

Deputados apontam ‘cortina de fumaça’ em divulgação de acusações ao ex-presidente da Caixa


Durante sessão do plenário da Câmara, os deputados Otoni de Paula, Coronel Tadeu e  Bibo Nunes questionaram o momento escolhido  pela velha imprensa para divulgar denúncias contra o ex-presidente da Caixa, Pedro Guimarães. Guimarães pediu demissão do cargo, afirmando sua inocência 

O deputado Otoni de Paula disse: “É óbvio que esse caso precisa ser investigado. No Governo Bolsonaro, não se tapa o sol com a peneira”. O deputado lembrou, entretanto, que as denúncias foram apresentadas em dezembro do ano passado, mas a velha imprensa decidiu divulgá-las agora. Ele disse: “E por que agora? Parece coincidência, mas não é”.

O deputado apontou: “No último dia 21, na semana passada, o Ministério Público Federal pediu 5 bilhões à Caixa para cobrir contribuições de aposentados. O Ministério Público Federal descobriu um rombo, um desvio nos fundos de pensão, entre 2008 e 2016, que somam, segundo o Procurador, mais de 18 bilhões de reais. Um escândalo do roubo do PT nos fundos de pensão da Caixa vem à tona. E, no momento em que vem à tona o roubo da quadrilha, eles lançam o escândalo de Pedro Guimarães, criando uma cortina de fumaça para tentar abafar o escândalo do desvio de fundos de pensão de mais de 18 bilhões feito pela quadrilha do PT. Isso não diminui o fato de Pedro Guimarães ter sido afastado, mas é uma cortina de fumaça própria do PT”.

O deputado Coronel Tadeu, por sua vez, disse: “Eu gostaria de ver tanta energia da Oposição na época em que a Caixa Econômica Federal era assaltada pelo Partido dos Trabalhadores. Hoje, só o que se fala é de um desvio de conduta do ex-Presidente da Caixa Econômica Federal”.

O deputado lembrou que houve desvios da ordem de 2 bilhões de reais no fundo de pensão da Caixa e disse: “Eu queria ver a energia de Deputados da Esquerda para vir aqui, bater no peito e falar assim: "O meu partido roubou 2 bilhões de reais dos funcionários da Caixa". Cadê essa energia? Essa voz? Porque roubaram os trabalhadores, o Partido dos Trabalhadores, fundado em 1980, que nos anos 2000 meteu a mão no dinheiro do trabalhador da Caixa Econômica Federal”.

Coronel Tadeu lembrou ainda outros desvios e problemas de gestão nos programas habitacionais da Caixa e disse: “Eu deixo aqui o alerta, o aviso: esse Governo não brinca com o povo brasileiro. O Presidente Bolsonaro está sofrendo vários ataques. Mas ele vai aguentar toda pancada até 2026, quer a Esquerda queira, quer a Esquerda não queira, porque vagabundo e ladrão não voltam mais para o comando deste País”.

O deputado Bibo Nunes disse: 

O nosso Presidente da Caixa, meu grande amigo Pedro Guimarães, fez uma das mais belas gestões da história da Caixa Econômica, com um lucro nunca visto na história da Caixa Econômica Federal. Enquanto os outros Presidente da Caixa saíram de lá direto para a prisão, com dinheiro embaixo do colchão, dinheiro em malas. Havia uma corrupção desenfreada. Hoje não existe mais nada disso na nossa Caixa Econômica Federal.

Mas precisam achar um jeito de atingir alguém do Governo Bolsonaro. Mas não tem nada de corrupção! Nada, nada que fira o Governo. Vamos ver as provas, eu quero provas, provas! Mas nada, nada que atinja a moral, a credibilidade e o respeito do povo brasileiro.

Lamento aqui a saída de Pedro Guimarães, como um dos mais competentes desse Governo, também vítima, com certeza, de mais uma maldade de quem é jamais a favor de tudo; sempre a favor do nada. Mas nós vamos vencer, com certeza, agora em 2022.

Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro e pessoas que apenas têm um discurso diferente do imposto pelo cartel midiático vêm sendo perseguidos, em especial pelo Judiciário. Além dos inquéritos conduzidos pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, também o ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Felipe Salomão, criou seu próprio inquérito administrativo, e ordenou o confisco da renda de sites e canais conservadores, como Bárbara, do canal Te Atualizei, e a Folha Política. Toda a receita gerada pelo nosso jornal desde 1º de julho de 2021 está bloqueada por ordem do TSE, com aplauso dos ministros Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes. Há mais de 11 meses, toda a renda do nosso trabalho vem sendo retida, sem qualquer previsão legal. 

Sem a possibilidade de receber a renda de seu trabalho, o jornal corre o risco de fechar. Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar, use o QR Code que está visível na tela para doar qualquer quantia, ou use o código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

Há 10 anos, a Folha Política faz a cobertura da política brasileira, mostrando atos, pronunciamentos e eventos dos três poderes, quebrando a espiral do silêncio imposta pelo cartel de mídia que quer o monopólio da informação. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...