terça-feira, 28 de junho de 2022

General Girão se indigna, rebate Barroso, do STF, e faz apelo a senadores contra omissão diante de descalabros


Da tribuna da Câmara, o deputado federal General Girão fez duras críticas ao ministro do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso, por ter dito, em evento político no exterior, que teria havido uma tentativa de retrocesso no processo eleitoral, voltando aos antigos processos. O deputado explicou que nunca houve proposta de retroceder, e disse: “O Ministro sabia muito bem disso. É porque a mentira faz parte daqueles que gostam de militar na esquerda, que gostam de militar nessa oposição raivosa e derrotada. E digo mais ainda: envergonhada”. O deputado fez um apelo aos senadores para que deixem de se omitir no controle dos atos de ministros do Supremo Tribunal Federal. 

Este vídeo mostra um pronunciamento de um deputado federal, eleito democraticamente, na tribuna da Câmara dos Deputados. A Folha Política mostrou este discurso, assim como  atos e pronunciamentos do presidente da República, e de representantes dos três poderes, além de atos, eventos e declarações de pessoas relevantes para o debate público. 

Entre inúmeros conteúdos da vida política brasileira, a Folha Política mostrou ao público os debates em torno de uma Proposta de Emenda à Constituição que visava aperfeiçoar o sistema eleitoral. A Folha Política mostrou os debates promovidos pelos proponentes da PEC, e também os debates ocorridos na Câmara dos Deputados, desde a proposição, passando pela Comissão Especial que debateu o tema, pela Comissão de Constituição e Justiça, até sua votação em plenário. [Z5] O jornal também mostrou os pronunciamentos do presidente da República sobre o tema.  Foram expostos os argumentos favoráveis, contrários, e inclusive os argumentos dos partidos que defenderam a proposta, mas votaram contra. 

O ministro Luís Felipe Salomão, ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, com o apoio de Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes, considerou que mostrar o debate público, com as opiniões de agentes legitimamente eleitos pelo povo e de figuras relevantes da política nacional, seria alguma espécie de “ataque” a alguma instituição. Em decisão inédita, o ministro mandou confiscar a renda do jornal, assim como de outros sites e canais conservadores, para impedir suas atividades. Há mais de 11 meses, toda a nossa renda vem sendo retida, sem qualquer justificativa jurídica.

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar a evitar que o jornal seja fechado, doe por meio do PIX cujo QR Code está visível na tela ou por meio do código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo. 

Há 10 anos, a Folha Política vem mostrando a realidade da política brasileira e quebrando barreiras do monopólio da informação. Com a sua ajuda, poderá se manter firme e continuar a exercer o seu trabalho. PIX: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...