quinta-feira, 9 de junho de 2022

General Paulo Sérgio faz pronunciamento impactante apontando função e importância das Forças Armadas - Gov. Bolsonaro


No decorrer de participação em audiência pública realizada pelas comissões de Fiscalização Financeira e Controle e Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados, o general Paulo Sérgio, ex-comandante do Exército Brasileiro e ministro da Defesa, fez uma apresentação impactante expondo as funções da Forças Armadas na garantia dos poderes constitucionais, na independência dos poderes e na defesa da soberania nacional.

O general encetou: “Gostaria de manifestar a mais elevada consideração à população brasileira, a quem o Ministério da Defesa e as Forças Armadas servem por meio da abnegada dedicação de cerca de 330 mil homens e mulheres do serviço ativo. Somados aos servidores civis, reserva e familiares, ultrapassamos 1 milhão de pessoas que têm na defesa da Pátria a dedicação de cada dia”.

Dessa maneira, o oficial salientou: “Há questões puramente constitucionais de garantia da lei, da ordem, da preservação de um ambiente institucional seguro e independente. Como os senhores sabem, o Ministério da Defesa e as Forças Armadas atendem à Constituição Federal de 1988 (...). Destaco que as Forças Armadas têm um riquíssimo conjunto de feitos e ações não somente na defesa da Pátria, mas também no auxílio à população brasileira. Todos somos testemunhas do cumprimento de suas funções constitucionais”.

Nesta toada, o ministro foi enfático ao descrever a relação das Forças Armadas com o Brasil: “Lembro que a Marinha, o Exército e a Força Aérea possuem origens históricas que remontam aos anos de 1567, 1648 e 1941. Os valorosos marinheiros, soldados e aviadores brasileiros têm muita história de glórias e sacrifícios. Ainda na época colonial e, posteriormente, nos períodos imperial e republicano, patriotas expulsaram os invasores franceses no Rio de Janeiro, libertaram o Nordeste dos invasores holandeses em Guararapes e participaram com bravura nas ações heróicas, nos céus e nos campos da Itália, na Segunda Guerra Mundial. São instituições que acompanham, desde os primórdios, a própria formação da nacionalidade brasileira. Assinalo que as Forças Armadas brasileiras permanecem invictas e altivas, dignas de um povo honrado e trabalhador. Pacífico pela própria natureza, mas aguerrido na defesa da Pátria”.

A ditadura da toga segue firme. O Brasil tem hoje presos políticos e jornais, parlamentares e influenciadores censurados. A Folha Política tem toda sua receita gerada desde 1º de julho de 2021 confiscada por uma ‘canetada’ do ministro Luis Felipe Salomão, ex-corregedor do TSE, com o aplauso e o respaldo dos ministros Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes. Além disso, todas as receitas futuras do jornal obtidas por meio do Youtube estão previamente bloqueadas. Há mais de 11 meses, todos os rendimentos do jornal estão sendo retidos sem justificativa jurídica. 

Anteriormente, a Folha Política teve sua sede invadida e TODOS os seus equipamentos apreendidos, a mando do ministro Alexandre de Moraes. Mesmo assim, a equipe continuou trabalhando como sempre, de domingo a domingo, dia ou noite, para trazer informação sobre os três poderes e romper a espiral do silêncio imposta pela velha imprensa, levando informação de qualidade para todos os cidadãos e defendendo os valores, as pessoas e os fatos excluídos pelo mainstream, como o conservadorismo e as propostas de cidadãos e políticos de direita.

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar a evitar que o jornal seja fechado pela ausência de recursos para manter sua estrutura, cumprir seus compromissos financeiros e pagar seus colaboradores, doe por meio do PIX cujo QR Code está visível na tela ou por meio do código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

A Folha Política atua quebrando barreiras do monopólio da informação há 10 anos e, com a sua ajuda, poderá se manter firme e continuar a exercer o seu trabalho. PIX: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...