terça-feira, 21 de junho de 2022

Paulo Guedes manda recado ao rebater ‘esquema’ do PT no BNDES: ‘Vai catar coquinho! Absurdo!’


No decorrer de pronunciamento realizado durante evento do BNDES, o ministro da Economia do Governo Bolsonaro, Paulo Guedes, criticou os desmandos ocorridos no banco em gestões passadas, apontando que o banco se transformou em uma “fábrica de privilégios”. Guedes disse: “O que estamos tentando é uma recuperação financeira após um período de excessos. O Brasil estava gastando 45% do PIB. Estávamos não só gastando muito, mas gastando mal. Privilégios (...). O próprio BNDES, outros bancos públicos em geral: fábrica de privilégios. Só ‘campeão nacional’ pegava crédito. Cadê os pequenos e médios? Não só aqui, também na Caixa Econômica. As grandes empresas pegavam 10 aqui e 10 na Caixa. Hoje, estão pegando no mercado. Vai pegar no mercado! Vai catar coquinho! Já tem garantias, o que vem fazer aqui? É um absurdo isso. O Estado Brasileiro foi capturado por interesses privados, lobby privado. Vocês estavam sendo usados para atender a interesses privados ou políticos, ideológicos”

O ministro apontou: “Temos que ver é água para a população brasileira. Encanamento, esgoto, portos no Brasil. Para isso que serve. Não é para financiar grandes capitais que, em retribuição, depois financiam a campanha do partido que os beneficiou com recursos públicos”.

Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro e pessoas que apenas têm um discurso diferente do imposto pelo cartel midiático vêm sendo perseguidos, em especial pelo Judiciário. Além dos inquéritos conduzidos pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, também o ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Felipe Salomão, criou seu próprio inquérito administrativo, e ordenou o confisco da renda de sites e canais conservadores, como Bárbara, do canal Te Atualizei, e a Folha Política. Toda a receita gerada pelo nosso jornal desde 1º de julho de 2021 está bloqueada por ordem do TSE, com aplauso dos ministros Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes. Há mais de 11 meses, toda a renda do nosso trabalho vem sendo retida, sem qualquer previsão legal. 

Sem a possibilidade de receber a renda de seu trabalho, o jornal corre o risco de fechar. Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar, use o QR Code que está visível na tela para doar qualquer quantia, ou use o código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

Há 10 anos, a Folha Política faz a cobertura da política brasileira, mostrando atos, pronunciamentos e eventos dos três poderes, quebrando a espiral do silêncio imposta pelo cartel de mídia que quer o monopólio da informação. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...