sábado, 30 de julho de 2022

Bolsonaro adverte para ‘nova ordem em jogo’ no mundo diante de multidão impressionante: ‘Peço a Deus que essas quadrilhas não voltem ao poder para roubar nosso dinheiro e a nossa liberdade’


Durante a convenção estadual do Progressistas que definiu a candidatura do ex-ministro Tarcísio de Freitas ao governo de São Paulo, o presidente Jair Bolsonaro discursou, logo após a primeira-dama, para uma grande multidão que lotava o local.

O presidente iniciou seu discurso com um alerta: “tudo de mais que foi falado e será falado não tem tanta importância como início desse pronunciamento. Todos os dias, prezada imprensa brasileira, quando me levanto, eu dobro os joelhos, rezo um pai nosso e peço a Deus que nosso povo não experimente as dores do comunismo. O que está em jogo em nossa pátria, o que está em jogo no mundo, é uma nova ordem. É uma nova ordem de mandar no povo, e não de comandar, como vocês estão vendo comigo na presidência”.

O presidente lembrou sua trajetória e a formação de seu ministério e apontou as transformações promovidas pelo ex-ministro Tarcísio na infraestrutura brasileira. Bolsonaro disse: “O Tarcísio é uma marca do nosso governo”.

Bolsonaro disse que nenhum governo anterior teve que lidar com as situações que seu governo enfrentou, como o teto de gastos e a pandemia. O presidente disse: “Me tiraram o direito de conduzir o combate à pandemia. Foi tirado pelo STF. Mas eu não errei nenhuma das sugestões que eu dei para a população. Não consegui dormir com o fechamento do comércio em todo o Brasil, em especial aqui em São Paulo”. O presidente acrescentou: “Eles abandonaram a população, obrigaram o povo a ficar em casa”. Bolsonaro relatou as medidas tomadas pelo governo federal para aliviar as consequências econômicas da ditadura instaurada. 

O presidente falou da importância dos votos para o Legislativo, dizendo: “Nós precisamos de aliados no Brasil que levem adiante essa nova política: de resultado, de zelo com a coisa pública. Não existe qualquer acusação de corrupção orgânica no nosso governo. Isso não é virtude, é obrigação. E uma coisa muito importante: eu não tive 58 milhões de votos, eu tive 58 milhões de pessoas que acreditaram em mim. Vocês não são mercadoria. Vocês são brasileiros, são pessoas que querem o melhor para o seu país. O eleitor não pode ser visto como uma mercadoria à disposição de um candidato ou de outro”. O presidente relembrou absurdos cometidos pelos governos petistas e disse: “peço a Deus que essas quadrilhas não voltem ao poder para roubar nosso dinheiro e a nossa liberdade”. 

Bolsonaro disse: “nós somos uma só pátria, um só povo, uma só raça. Da nossa união, a nossa força. Existem, por vezes, momentos de certo afastamento entre nós. Não se esqueçam de uma coisa: quando os bons se dividem, os maus vencem”. 

A permanência de medidas restritivas arbitrárias impostas por governadores e prefeitos a pretexto de combater a pandemia é um dos sinais de que, no Brasil, os cidadãos não vivem em uma democracia. 

Para um grupo de pessoas e empresas, a tirania ganha contornos de implacável perseguição política e ideológica, e esse grupo “marcado” vem sendo perseguido com medidas arbitrárias, como prisões políticas, buscas e apreensões, censura, bloqueio de redes sociais e confiscos. 

A Folha Política, que já teve todos os seus equipamentos apreendidos a mando de Alexandre de Moraes, atualmente tem toda a sua renda confiscada a mando do ministro Luís Felipe Salomão, ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, em decisão aplaudida pelos ministros Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes. Segundo a velha imprensa, que participa ativamente dos inquéritos, a intenção é impedir o funcionamento da empresa, privando-a de sua fonte de renda. Há mais de um ano, toda a nossa renda é retida, sem qualquer base legal. 

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar a impedir o fechamento do jornal, doe qualquer valor pelo Pix, usando o QR Code que está visível na tela, ou o código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

Há 10 anos, a Folha Política vem enfrentando a espiral do silêncio imposta pelo cartel midiático e trazendo os fatos da política brasileira. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...