segunda-feira, 25 de julho de 2022

Bolsonaro alerta sobre interesse de países estrangeiros e ação da velha imprensa em pronunciamento para líderes do agronegócio


O presidente Jair Bolsonaro discursou durante a cerimônia de abertura do Global Agribusiness Forum 2022, em São Paulo, na qual o seu governo foi intensamente elogiado pelos representantes do setor. Bolsonaro lembrou que o agronegócio brasileiro garante segurança alimentar aos brasileiros e também para um bilhão de pessoas no mundo, e para tanto precisava de uma infraestrutura compatível. 

O presidente lembrou que quem produz e cria empregos é a iniciativa privada, e lembrou: “o governo federal tem uma capacidade enorme para atrapalhar. Criar dificuldades, e os senhores sabem onde deságua essa criação de dificuldades. No nosso governo não tem mais isso”. 

Bolsonaro ironizou: “temos tudo aqui no Brasil, mas o que tem de gente para atrapalhar não está no gibi”. O presidente lembrou como tratou a questão dos fertilizantes, mesmo contrariando setores influentes ao ir à Rússia, e garantiu a produtividade do agronegócio. O presidente lembrou a declaração da diretora da OMC de que o mundo, sem o Brasil, passa fome, e enfatizou a importância do país no cenário internacional. Bolsonaro alertou: “por sermos importantes, por sermos aqueles que poderão dizer se o mundo vai passar fome ou não, tem gente de fora interessada em nosso país”.

O presidente alertou ainda para o papel que vem sendo feito pela velha imprensa. Ele apontou: “vocês não estão vendo na imprensa brasileira, mas há um incêndio enorme na França, florestas sendo queimadas. Imaginem se fosse uns poucos hectares no pantanal, como a imprensa estaria tratando desse assunto”. Bolsonaro mostrou como a velha imprensa também “noticia” supostas trocas de ministros sem qualquer base fática, e disse: “essa forma de divulgar notícias atrapalha a todos nós. O Brasil vai indo muito bem”. 

A velha imprensa pode noticiar o que bem entender, sem qualquer compromisso com fatos, e não sofre qualquer consequência. Já a imprensa conservadora independente é duramente perseguida, sem o devido processo legal e sem possibilidade de defesa. 

A renda deste vídeo e de todos os outros da Folha Política está sendo confiscada a mando do ministro Luís Felipe Salomão, ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, com respaldo e apoio de Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes. O ministro decidiu, de forma monocrática e em um inquérito administrativo, confiscar toda a renda da empresa, assim como de outros jornais, sites e canais conservadores, a pretexto de impedir a divulgação de discursos que não lhe agradam. Há mais de um ano, toda a nossa receita vem sendo retida sem qualquer previsão legal. 

Sem a renda, a empresa em breve não poderá mais manter sua estrutura em funcionamento, cumprir seus compromissos financeiros e pagar seus colaboradores.  Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar a evitar que o jornal seja fechado, doe por meio do PIX cujo QR Code está visível na tela ou por meio do código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

Há 10 anos, a Folha Política vem mostrando a realidade da política brasileira e quebrando barreiras do monopólio da informação. Com a sua ajuda, poderá se manter firme e continuar a exercer o seu trabalho. PIX: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...