domingo, 3 de julho de 2022

Coronel Tadeu ironiza foto postada por Lula com pessoas duplicadas e aponta motivos do nervosismo do PT


Em live transmitida por suas redes sociais, o deputado federal Coronel Tadeu falou sobre os últimos eventos que estariam deixando o Partido dos Trabalhadores contrariado, em especial sobre a fotografia divulgada pelo ex-presidente Lula com pessoas duplicadas. 

O ex-presidente Lula divulgou uma fotografia em Salvador, na Bahia, quando ele e sua comitiva se uniram a um tradicional desfile que celebra a festa de 2 de julho. Na fotografia divulgada por Lula, as pessoas apareciam duplicadas, o que gerou uma enxurrada de comentários e brincadeiras na internet, além de uma representação à Procuradoria-Geral Eleitoral, feita pelo deputado Paulo Eduardo Martins, pedindo a investigação da possível manipulação de imagens para induzir os eleitores e os profissionais de comunicação. 

A equipe de Lula alegou que se tratava de um “bug” ocorrido ao se tentar tirar uma fotografia panorâmica, e apresentou outras imagens para mostrar que a rua estava cheia,  mas não explicou por que o ex-presidente escolheu justamente a foto com “bug” para divulgar. 

Coronel Tadeu ironizou: “A segunda coisa que está irritando o PT é mais uma fake news, se não me engano da Bahia, onde a foto foi duplicada para mostrar que tem público para caramba”. O deputado disse: “foi descoberto hoje e já está em todos os noticiários. Esses calhordas acham que vão enganar todo mundo a todo tempo. Não vai, não”. 

O deputado apontou o que considerou ser o motivo do nervosismo petista: “é a presença do Bolsonaro na Bahia, território do PT. O Bolsonaro esteve em Feira de Santana, em Salvador, e arrastou uma galera. Impressionante a festa que o povo baiano fez”. Coronel Tadeu ironizou: “Mas eu tenho certeza de que as pesquisas vão dizer que o ex-presidiário está na frente no estado da Bahia, que ninguém bate o ex-presidiário”. 

O deputado Coronel Tadeu apresentou ainda outros motivos que estariam tirando o sono dos petistas, relacionados à denúncia contra o ex-presidente da Caixa Econômica Federal e à delação de Marcos Valério, que voltou às manchetes mostrando ligações entre o partido e uma facção criminosa. 

A escolha de uma fotografia com um “bug” que multiplica pessoas deve se unir a outras denúncias sobre a campanha antecipada do ex-presidente Lula, como as de pedidos de votos em showmícios, pedidos de votos em eventos, formação de “brigadas digitais”, com impulsionamento de mensagens, entre outras. No caso de uma famosa cantora que pediu votos durante um showmício em que seria paga com dinheiro dos contribuintes, a Procuradoria-Geral Eleitoral alegou que não foi comprovada a responsabilidade do PT, e por isso pediu o arquivamento da representação. O caso ainda será julgado pela Justiça Eleitoral.

A Justiça Eleitoral é bem ativa para “fiscalizar” cidadãos que apoiem o presidente Jair Bolsonaro ou mesmo noticiem ações do chefe de Estado. Em uma decisão monocrática em um inquérito administrativo, o ex-corregedor do TSE, Luis Felipe Salomão, mandou confiscar a renda de jornais, sites e canais conservadores, entre os quais a Folha Política, para impedir suas atividades. A decisão, que vem sendo mantida pelo atual corregedor, Mauro Campbell Marques, confisca todos os rendimentos de pessoas e empresas obtidos pela monetização de vídeos do youtube. Há mais de um ano, todos os nossos rendimentos são retidos sem base legal. O confisco não obedece a qualquer critério relativo aos temas abordados, evidenciando que trata-se de censura direcionada a pessoas e empresas específicas. 

Anteriormente, a Folha Política teve sua sede invadida e TODOS os seus equipamentos apreendidos, a mando do ministro Alexandre de Moraes. Mesmo assim, a equipe continuou trabalhando como sempre, de domingo a domingo, dia ou noite, para trazer informação sobre os três poderes e romper a espiral do silêncio imposta pela velha imprensa, levando informação de qualidade para todos os cidadãos e defendendo os valores, as pessoas e os fatos excluídos pelo mainstream, como o conservadorismo as propostas de cidadãos e políticos de direita.

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar a evitar que o jornal seja fechado pela ausência de recursos para manter sua estrutura, cumprir seus compromissos financeiros e pagar seus colaboradores, doe por meio do PIX cujo QR Code está visível na tela ou por meio do código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

A Folha Política atua quebrando barreiras do monopólio da informação há 10 anos e, com a sua ajuda, poderá se manter firme e continuar a exercer o seu trabalho. PIX: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...