terça-feira, 12 de julho de 2022

General Girão expõe ruína moral do STF, refuta distorções sobre Foz do Iguaçu e desabafa: ‘Vergonha!’


Em pronunciamento na Câmara dos Deputados, o deputado federal General Girão refutou manipulações realizadas por petistas no que concerne a episódio de violência ocorrido em Foz do Iguaçu, rebateu a “descondenação” de Lula e as distorções propagadas por esquerdistas, respondeu a recentes atos de ministros do STF e elogiou artigo do General Rocha Paiva a respeito da ruína moral das instituições brasileiras.

O oficial classificou a exploração política do ocorrido em Foz do Iguaçu como uma insanidade: “E esse caso foi levado aos tribunais praticamente como sendo um crime político, um partido político chegou a pedir que houvesse investigação federal. Que insanidade!”.

Neste contexto, o parlamentar comentou: “Quero fazer aqui referência a um artigo muito bem escrito por um camarada de farda, o General da Reserva Luiz Eduardo Rocha Paiva, veterano, que foi publicado em alguns jornais: ‘Lula Presidente - ruína moral da Nação e das instituições’. Esse é o título do seu artigo. Por que ele está falando isso no título? Por que ele discorre isso daí? Porque, na verdade, tudo o que aconteceu em relação às condenações desse ex-presidente nada disso foi inocentado. Houve uma descondenação pela suspeição de um dos magistrados, mas ele foi condenado por outros magistrados, inclusive em 2ª e 3ª Instâncias”.

Outrossim, ele desabafou a respeito de condutas de ministros do STF: “Realmente, nós estamos preocupados, até porque alguns Ministros do Supremo Tribunal Federal ... Toda vez eu falo do Supremo Tribunal Federal. Eu não consigo, Deputado Cabo Gilberto, chegar ao plenário e não falar sobre a Suprema Corte, porque eles estão sempre envolvidos no meio da confusão. Alguns Ministros já chegaram a dizer que vão participar de um evento internacional em Nova York depois das eleições de novembro mostrando como vai ser o Brasil com o novo governo sendo capitaneado pelo ex-presidente, ex-presidiário. Isso é muito preocupante”.

Nesta toada, General Girão desabafou: “Eu deixo a pergunta para cada um de nós: Onde nós erramos, como sociedade brasileira? Nós estamos acobertando um bandido, permitindo que ele volte à cena do crime, porque os crimes cometidos por ele não foram ainda devidamente esclarecidos pela Justiça brasileira. E onde está a Justiça brasileira que deixa essa imoralidade acontecer no nosso País? Realmente, eu tenho vergonha quando eu me dirijo aos portugueses, porque nós estamos sendo um erro maior, como sociedade e civilização”.

Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro e pessoas que apenas têm um discurso diferente do imposto pelo cartel midiático vêm sendo perseguidos, em especial pelo Judiciário. Além dos inquéritos conduzidos pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, também o ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Felipe Salomão, criou seu próprio inquérito administrativo, e ordenou o confisco da renda de sites e canais conservadores, como Bárbara, do canal Te Atualizei, e a Folha Política. Toda a receita gerada pelo nosso jornal desde 1º de julho de 2021 está bloqueada por ordem do TSE, com aplauso dos ministros Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes. Há mais de um ano, toda a renda do nosso trabalho vem sendo retida, sem qualquer previsão legal. 

Sem a possibilidade de receber a renda de seu trabalho, o jornal corre o risco de fechar. Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar, use o QR Code que está visível na tela para doar qualquer quantia, ou use o código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

Há 10 anos, a Folha Política faz a cobertura da política brasileira, mostrando atos, pronunciamentos e eventos dos três poderes, quebrando a espiral do silêncio imposta pelo cartel de mídia que quer o monopólio da informação. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...