terça-feira, 2 de agosto de 2022

Ao lançar candidatura à presidência, Roberto Jefferson aponta: ‘a esquerda se apresenta como um polvo’


O presidente de honra do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), Roberto Jefferson, lançou sua candidatura à presidência da República na convenção nacional do partido, da qual participou por videoconferência, através de um vídeo, pois não podia comparecer por ser um preso político. 

No vídeo, Jefferson lê uma carta em que explica sua motivação para concorrer ao cargo, apontando que a direita precisa reagir à estratégia da esquerda de lançar múltiplas candidaturas para atacarem simultaneamente o candidato da direita. Jefferson diz: “Agora, em 2022, Bolsonaro se candidata à reeleição, sozinho, contra tudo e contra todos, enquanto a esquerda se apresenta como um polvo, com vários tentáculos, na forma de múltiplas candidaturas, preenchendo todos os nichos possíveis desse eleitorado. Essa estratégia tem dado certo para a esquerda no mundo todo. O candidato de direita é desconstruído pela ação intensa de uma fauna, de uma fauna de candidatos da oposição que se alterna em ataques e reunifica eleitores desgarrados de seu bloco esquerdista. O candidato de direita tem o seu eleitorado inibido, não se reconecta com os descontentes, os famosos “isentões”, e gera uma gigantesca abstenção, que termina por eleger um candidato de esquerda pela minoria do eleitorado. É uma luta injusta, um leão solitário contra uma alcateia de hienas”.

Roberto Jefferson afirma que sua candidatura não se opõe a Bolsonaro e que os filiados de seu partido podem apoiar o presidente se desejarem. Ele alerta que a perseguição aos defensores da direita ocorre no mundo todo e, no Brasil, inclui sua prisão. Jefferson afirma: “O jogo contra a direita, mundo afora, é muito bruto. Quem defende os valores sagrados sofre perseguições de todo um poderosíssimo sistema. Em 2020, quando havia em curso um golpe parlamentarista e supremacista contra o presidente, fiz uma denúncia pública que desmontou essa ação, pior, essa conspiração, estendendo sobre os seus escombros a mortalha sepulcral. Face aos ataques absurdos que Bolsonaro recebia dos iluministros - um por semana - fui voz ativa contra os grasnados dos corvos do STF, que rasgaram a Constituição, amordaçaram a verdade, e encarceraram a liberdade. Paguei por decisão arbitrária e grotesca com o penhor da minha própria liberdade, o combate feito à tirania de corruptos e vendilhões da pátria”.

Jefferson afirmou: “Nossa luta é contra os ricaços da nova ordem mundial e contra seus longa manus corruptos e apóstatas, encastelados nos poderes da nossa República. Será a luta da liberdade contra a escravidão. Será a luta da ética do Evangelho contra os vícios do abismo. Será a luta das águias soberanas contra a soberba dos corvos e abutres”. 

Roberto Jefferson foi afastado da presidência do PTB a mando do ministro Alexandre de Moraes, que também determinou sua prisão por palavras em vídeos. O assédio ao político é parte de um assédio a um grupo de pessoas, tratadas como sub-humanos e cidadãos com menos direitos, por manifestarem suas opiniões livremente e por apoiarem o presidente Jair Bolsonaro. Medidas arbitrárias são tomadas contra essas pessoas, que têm seus direitos e garantias fundamentais desrespeitados. 

Além de ter tido a sede invadida e todos os seus equipamentos apreendidos, no âmbito de um inquérito do ministro Alexandre de Moraes, do STF, que foi posteriormente arquivado por falta de indícios de crime, a Folha Política, atualmente, tem toda a sua renda confiscada a mando do ministro Luís Felipe Salomão, ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, com o apoio e o louvor dos ministros Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes. Há mais de 13 meses, todos os rendimentos do jornal estão sendo retidos sem justificativa jurídica. 

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode nos ajudar a manter o jornal em funcionamento, doe qualquer valor através do Pix, utilizando o QR Code que está visível no vídeo, ou o código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize Pix, a conta da empresa Raposo Fernandes está disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo. 

Há 10 anos, a Folha Política vem mostrando os fatos da política brasileira, fazendo a cobertura dos três poderes, e dando voz a pessoas que o cartel midiático quer calar. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...