segunda-feira, 15 de agosto de 2022

Bolsonaro alfineta Macron, presidente da França, ao citar incêndios desenfreados: ‘Pelo bem do Meio Ambiente, a gente espera que o presidente Macron debele este incêndio’


Em pronunciamento ao vivo, o presidente Jair Bolsonaro lamentou as queimadas que atingem a França e alfinetou Emmanuel Macron, presidente do país europeu. Dezenas de incêndios florestais atingem o país de maneira desenfreada em meio a uma seca e a uma intensa onda de calor. Macron repercutiu ao, sobretudo em 2019, tentar capitalizar politicamente com os incêndios que atingiram a Amazônia e pedir a mobilização de potências para combatê-los. Na época, o presidente francês afirmou que a Amazônia é um “bem comum” da humanidade e enfureceu Bolsonaro e generais do Exército Brasileiro ao propor um “estatuto internacional” para proteger a Amazônia, o que violaria a soberania brasileira.

Bolsonaro assestou: “Incêndio na França: no Brasil, quando acontece incêndio, no Pantanal sul-matogrossense, na orla da Região Amazônica, o mundo cai na cabeça da gente. Agora, a França está com mais de 30 dias de incêndio. A França, deixo claro, comparada com a Região Amazônica, é muito pequena. Ela equivale, por exemplo, a metade do estado do Pará, o segundo estado de maior extensão territorial no Brasil”. 

O presidente comparou: “A França toda é metade do tamanho do Pará, 30% do estado do Amazonas, e está há 30 dias pegando fogo. Não consegue controlar, mesmo com muito mais meios do que temos no Brasil”. Bolsonaro alertou: “A gente lamenta o que está ocorrendo na França, mais ainda porque há muitas pessoas morrendo pela onda de calor. Pelo bem do Meio Ambiente, a gente espera que o presidente Macron debele este incêndio na França”.

A renda deste vídeo e de todos os outros da Folha Política está sendo confiscada a mando do ministro Luís Felipe Salomão, ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, com respaldo e apoio de Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes. O ministro Salomão decidiu, de forma monocrática e em um inquérito administrativo, confiscar toda a renda da empresa, a pretexto de impedir a divulgação de discursos que não lhe agradam. 

Sem a renda, a empresa em breve não poderá mais manter sua estrutura em funcionamento, cumprir seus compromissos financeiros e pagar seus colaboradores. Há mais de 13 meses, todos os nossos rendimentos são retidos sem qualquer justificativa jurídica.  

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar a evitar que o jornal seja fechado, doe por meio do PIX cujo QR Code está visível na tela ou por meio do código ajude@folhapolitica.org.  Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo. Há 10 anos, a Folha Política vem mostrando a realidade da política brasileira e quebrando barreiras do monopólio da informação. Com a sua ajuda, poderá se manter firme e continuar a exercer o seu trabalho. PIX: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...