terça-feira, 16 de agosto de 2022

Bolsonaro é recepcionado por multidão em Juiz de Fora e responde à velha imprensa sobre o 7 de setembro: ‘vamos comemorar a nossa independência’


O presidente Jair Bolsonaro era aguardado por uma multidão na cidade de Juiz de Fora, para iniciar a ‘motociata’ até o local que marcará o início da campanha, no centro na cidade, no mesmo lugar onde sofreu o ataque que quase lhe tirou a vida em 2018. O presidente foi abordado por repórteres da velha imprensa, que o questionaram sobre os atos de 7 de setembro. Bolsonaro explicou que o desfile militar não ocorrerá na praia, pois há previsão de muita gente no local. Ele disse: “vamos comemorar a nossa independência, 200 anos, e mais 200 anos de liberdade, para o bem da imprensa. Vocês sabem que estão ameaçados pelo outro, que quer o controle da mídia. Comigo, mesmo criticando, vocês continuam empregados”. Em seguida, o presidente cumprimentou a multidão de cidadãos, vestidos de verde e amarelo, que aguardavam para vê-lo antes do início da “motociata”. 

A velha imprensa e a imprensa de extrema-esquerda têm plena liberdade de atuação e expressão no Brasil. O mesmo não ocorre com a imprensa conservadora independente, que é duramente perseguida, sem possibilidade de defesa. Com o pretexto da pandemia, até a liberdade de culto foi duramente restringida no Brasil, assim como diversas outras liberdades, em especial a liberdade de expressão. As pessoas viram seus direitos de ir e vir, de trabalhar, de se expressar, de se informar, e de se manifestar, entre outros, serem suprimidos.  Cidadãos e empresas são perseguidos em inquéritos secretos e sofrem com medidas abusivas como prisões, buscas e apreensões, censura, bloqueio de redes sociais, e até me

smo confisco de propriedade. 

A renda da Folha Política e de outros sites e canais conservadores está sendo confiscada a mando do ministro Luís Felipe Salomão, ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, com o apoio e respaldo dos ministros do STF Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Edson Fachin. O confisco da renda atinge todos os vídeos produzidos pelo jornal, independente de tema, data, ou qualquer outro fator, em evidente censura direcionada a pessoas e empresas específicas. Há mais de 13 meses, toda a renda do nosso trabalho é retida sem qualquer justificativa jurídica.

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode nos ajudar a manter o jornal, doe qualquer valor utilizando o QR Code que está visível na tela, ou use o código Pix ajude@folhapolitica.org Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

Com a sua ajuda, a Folha Política poderá se manter firme e continuar o seu trabalho. PIX: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...