segunda-feira, 22 de agosto de 2022

Dono da Havan, Luciano Hang rebate narrativa sobre ‘grupo de empresários’, 'golpe' de Bolsonaro e lembra mentira de 2018


O empresário Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan, fez uma live pelas redes sociais sobre a narrativa divulgada pela velha imprensa sobre empresários que conversam em um grupo de whatsapp. Luciano Hang relatou que chegou a ser contatado pelo jornalista Guilherme Amado, criador da narrativa, mas que nem respondeu por estar acostumado às tentativas da velha imprensa e da esquerda para atingi-lo. 

O empresário explicou que a velha imprensa cria suas narrativas para prejudicar pessoas e promover sua agenda. Ele exemplificou com o caso da jornalista Patrícia Campos Mello, da Folha de São Paulo, que tentou mudar o curso das eleições em 2018 publicando uma história inteiramente inventada sobre supostos financiamentos de supostos “disparos de zap”. A historinha envolvia o empresário, acusando-o de gastar milhões em supostos contratos. Quando a jornalista foi instada a apresentar evidências de suas alegações, apresentou uma proposta, que tinha sido enviada ao então candidato Geraldo Alckmin. Mesmo assim, quem foi investigado foi o presidente Jair Bolsonaro. 

Luciano Hang explicou que, quatro anos depois da mentira ser publicada, ainda não surgiu uma única evidência da existência dos contratos imaginados pela jornalista. A matéria deu origem a diversas ações eleitorais, nas quais, mesmo utilizando os inquéritos secretos do ministro Alexandre de Moraes, não se produziu um único print das mensagens criadas na imaginação fértil da jornalista. 

O empresário explicou que todas as pessoas participam de grupos de conversa, onde tratam dos mais diversos assuntos com as mais diversas pessoas. Hang disse: “as pessoas se sentem, num grupo de whatsapp, como em uma mesa de bar”. Luciano Hang disse ainda que nem os jornalistas que escrevem essas narrativas acreditam na versão de que empresários poderiam estar “planejando um golpe”. Ele disse: “os que escrevem não são tão malucos de imaginar que isso pode ser verdade, mas eles fazem isso para tentar enganar a população brasileira”. O empresário apontou: “não passam de narrativas, a exemplo dessa narrativa plantada nas eleições de 2018, que até hoje não provaram porque não existe. É tudo mentira”.

O empresário Luciano Hang é um alvo constante dessas narrativas, nas quais a velha imprensa, agindo em conluio, cria narrativas contra seus adversários políticos ou seus concorrentes. Em inquéritos políticos conduzidos nas cortes superiores, essas “matérias”, “reportagens” e “relatórios” são aceitas como provas, sem qualquer questionamento, e servem de justificativa para medidas extremas como buscas e apreensões, prisões políticas, censura, bloqueio de redes sociais e confiscos. O mesmo ocorria em CPIs conduzidas pela extrema-esquerda no Congresso, em que documentos sigilosos eram entregues à velha imprensa para a criação de mais narrativas que então eram “investigadas” pelos parlamentares, também com o uso de medidas abusivas e injustificadas. 

Esse intercâmbio entre a velha imprensa, CPIs, e inquéritos nas cortes superiores resulta em intensa perseguição a veículos conservadores independentes, como a Folha Política. O jornal, que já teve todos os seus equipamentos apreendidos a mando do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, agora tem toda a sua renda confiscada a mando do ministro Luís Felipe Salomão, ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, com o respaldo e aplauso dos ministros Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Edson Fachin. Há mais de 13 meses, todos os rendimentos de jornais, canais e sites conservadores são retidos com base em uma decisão monocrática em um inquérito administrativo, sem qualquer base legal.

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar a impedir o fechamento do jornal, doe qualquer valor pelo Pix, usando o QR Code que está visível na tela, ou o código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

Há 10 anos, a Folha Política vem enfrentando a espiral do silêncio imposta pelo cartel midiático e trazendo os fatos da política brasileira. Pix: ajude@folhapolitica.org

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...