segunda-feira, 29 de agosto de 2022

General Braga Netto se pronuncia para o Brasil ao inaugurar contas: ‘Com Bolsonaro, Brasil acima de Tudo’


O ex-ministro da Defesa, general Walter Braga Netto, que concorre à vice-presidência na chapa do presidente Jair Bolsonaro, criou uma conta no Twitter e se apresentou aos brasileiros.

O general disse: 

Agora estou oficialmente no Twitter. 

Sou Walter Souza Braga Netto, mineiro de Belo Horizonte, General do exército, ex-Ministro da Defesa e da Casa Civil e candidato a Vice-Presidente ao lado do nosso Presidente Jair Bolsonaro.

Alinhado aos valores conservadores e ao liberalismo econômico do Presidente Jair Bolsonaro, foi com muita honra e orgulho que recebi a missão de ser candidato a Vice-Presidente, a mais desafiadora e importante dos meus 65 anos de vida. 

Atuei em diversas missões em prol do Brasil e do povo brasileiro. Fui Interventor Federal na área de segurança pública no Rio de Janeiro, Coordenador de Área dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016 e Chefe do Estado-Maior do Exército Brasileiro.

Junto com o presidente Jair Bolsonaro, vamos continuar trazendo mais ordem e progresso para o nosso país. Em 2018, comandei a Intervenção Federal no RJ, recuperando a capacidade operativa dos órgãos de segurança pública e reduzindo drasticamente os índices de criminalidade. 

Tenho competências e experiências civil e militar para contribuir com a defesa do nosso território e da nossa soberania.Sou Guerreiro de Selva, participei da estruturação e implantação do Sistema de Proteção da Amazônia, CENSIPAM. Conheço a realidade dessa região estratégica do Brasil.

Estou pronto para auxiliar nosso Presidente a defender os interesses nacionais perante o mundo. Representei o Brasil como Observador Militar do exército, no Timor Leste, e como Adido Militar na Polônia, nos EUA e no Canadá. 

Dediquei minha vida à defesa da Nação e da liberdade do nosso povo. Desde jovem sempre estive em missão pelo Brasil e pelos brasileiros. Com o Presidente Jair Bolsonaro, seguirei trabalhando e colocando o Brasil acima de tudo e Deus acima de todos. 

A ditadura da toga segue firme. O Brasil tem hoje presos políticos e jornais, parlamentares e influenciadores censurados. A Folha Política tem toda sua receita gerada desde 1º de julho de 2021 confiscada por uma ‘canetada’ do ministro Luis Felipe Salomão, ex-corregedor do TSE, com o aplauso e o respaldo dos ministros Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Edson Fachin. Além disso, todas as receitas futuras do jornal obtidas por meio do Youtube estão previamente bloqueadas. Há mais de 13 meses, todos os rendimentos do jornal estão sendo retidos sem justificativa jurídica. 

Anteriormente, a Folha Política teve sua sede invadida e TODOS os seus equipamentos apreendidos, a mando do ministro Alexandre de Moraes. Mesmo assim, a equipe continuou trabalhando como sempre, de domingo a domingo, dia ou noite, para trazer informação sobre os três poderes e romper a espiral do silêncio imposta pela velha imprensa, levando informação de qualidade para todos os cidadãos e defendendo os valores, as pessoas e os fatos excluídos pelo mainstream, como o conservadorismo e as propostas de cidadãos e políticos de direita.

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar a evitar que o jornal seja fechado pela ausência de recursos para manter sua estrutura, cumprir seus compromissos financeiros e pagar seus colaboradores, doe por meio do PIX cujo QR Code está visível na tela ou por meio do código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

A Folha Política atua quebrando barreiras do monopólio da informação há 10 anos e, com a sua ajuda, poderá se manter firme e continuar a exercer o seu trabalho. PIX: ajude@folhapolitica.org

Relembre o discurso do general em agosto de 2021.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...