quarta-feira, 3 de agosto de 2022

Pastor Cláudio Duarte faz discurso impactante ao lado de Bolsonaro: ‘O que diremos aos nossos filhos e netos quando nos perguntarem onde nós estávamos?’


Durante culto da Frente Parlamentar Evangélica na Câmara dos Deputados, com a presença do presidente Jair Bolsonaro, o pastor Cláudio Duarte falou sobre a importância dos políticos que se intitulam evangélicos preservarem o nome de Deus, resistindo a ações e acordos malignos. O pastor iniciou apontando que, para um país funcionar, ele precisa que funcionem: a família, a igreja, a educação, a saúde, e a segurança pública, e todos esses, para funcionarem, dependem da política. 

O pastor relatou diversos momentos da história do rei Davi, relatada na Bíblia, apontando que Deus enviou um profeta para lhe mostrar suas próprias falhas. O pastor alertou que estamos em meio a uma guerra, muito real ainda que não seja visível, e admoestou os políticos evangélicos: “falar uma coisa para vocês, para nós que nos intitulamos evangélicos: sobre você, não está só o seu nome, está o nome do Senhor. E hoje, estamos falando do destino de uma nação”.

O pastor Cláudio Duarte afirmou: “não dá para ter uma nação extraordinária se Deus não estiver no centro dela”. E questionou: “o que diremos aos nossos filhos e netos quando nos perguntarem onde nós estávamos quando o Brasil estava enfrentando o que está?”. 

No contexto atual do Brasil, muitas pessoas estão sendo tratadas como sub-cidadãos, pelo simples motivo de terem manifestado apoio ao presidente Jair Bolsonaro. Por expressarem suas opiniões, são alvo de CPIs, de inquéritos secretos conduzidos pelo ministro Alexandre de Moraes no Supremo Tribunal Federal, ou são vítimas de medidas arbitrárias como prisões políticas, apreensão de bens, e exposição indevida de dados, entre outras.

Sem justificativa jurídica, o ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Felipe Salomão, decidiu confiscar a renda de sites e canais conservadores, para destruir empresas privadas das quais discorda. A decisão, que incluiu a Folha Política, confisca todos os rendimentos da empresa, e teve o apoio e aplauso dos ministros Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes. “Marcar” pessoas e fechar empresas por motivações políticas são atitudes que já foram observadas na História, mas nunca em democracias. 

Se você apoia a Folha Política e pode ajudar a evitar que a empresa seja fechada por falta de recursos para manter seus compromissos financeiros e pagar seus colaboradores, doe qualquer valor através do Pix, utilizando o QR Code visível na tela ou o código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

Há 10 anos, a Folha Política vem enfrentando a espiral do silêncio imposta pelo cartel midiático que quer controlar a informação. Pix: ajude@folhapolitica.org. 


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...