terça-feira, 30 de agosto de 2022

Senador Girão chama Moraes a prestar esclarecimentos e questiona: ‘o Senado e a sociedade serão desrespeitados novamente?’


Pelas redes sociais, o senador Eduardo Girão afirmou que a divulgação da decisão do ministro Alexandre de Moraes, que mandou a polícia federal fazer buscas e apreensões nas casas de empresários, mostra a necessidade de o Senado pedir esclarecimentos ao ministro. Há uma audiência pública marcada para esta manhã, com a presença de juristas e senadores, mas não há ainda confirmação da presença do ministro. Em convites anteriores, o ministro não compareceu. 

O senador disse: 

CONFIRMAÇÃO DE QUE EMPREENDEDORES FORAM ENQUADRADOS E C3NSUR@D0S  UNICAMENTE COM BASE EM MATÉRIA DE PORTAL REFORÇA NECESSIDADE DE SENADO QUESTIONAR MIN. MORAES, ÀS 10HS. ACOMPANHE⏰

Estamos a menos de 24 horas para a realização de mais uma AUDIÊNCIA PÚBLICA , aprovada por unanimidade pelo Senado Federal] . A sessão abordará o famigerado “inquérito do fim do mundo” batizado por um próprio ex ministro do STF , Marco Aurélio Melo. Os convites já foram encaminhados, inclusive para o Ministro do STF Alexandre de Moraes, que é a vítima, o investigador, promotor , delegado, julgador e etc.... Com a retirada do sigilo,  ficou evidenciado a falta de embasamento desta v10lent@ decisão contra cidadãos brasileiros. Mas vai além: temos agora mais uma razão  para ouvir o Sr. Moraes  devido a sua nova decisão de que o Banco Central deve vasculhar as transações financeiras de todos os 8 empreendedores  que ele vem p3rs3gu1nd0  por terem , ao meu ver, posições políticas divergentes da dele. Ou seja; como  se já não bastassem os mandados de busca e apreensão que eles sofreram, agora vem uma devassa de um Estado policialesco e fora da lei.

Para debatermos esse assunto ainda foram convidados o atual PGR Augusto Aras e a ex PGR Raquel Dodge que têm posições conflitantes sobre o tema. [z25] Também foram convidados para a audiência que será realizada nos próximos dias os renomados juristas Ives Gandra Martins assim como Valmir Pontes Filho dentre outros .

Que os Ministros da nossa Suprema Corte tenham humildade de vir à Comissão de Transparência e Fiscalização do Senado Federal] para prestar contas com a sociedade sobre a sequência de atitudes que são claramente um ativismo judicial. É a terceira vez que tentamos. Min. Barroso, Fachin e Alexandre de Moraes já faltaram uma vez. Amanhã o Senado e a sociedade serão desrespeitados novamente? 

Acompanhe a Audiência pelo canal do Senado no YouTube e participe conosco através do canal do e-cidadania. Que a Verdade e a Justiça triunfem em nossa nação. Paz & Bem 👍🇧🇷☀️🙏🏽

#senadoreduardogirão #justicaparatodos #pelobrasil #transparencia #éticanapolítica

No contexto atual do Brasil, muitas pessoas estão sendo tratadas como sub-cidadãos, pelo simples motivo de terem manifestado apoio ao presidente Jair Bolsonaro. Por expressarem suas opiniões, são alvo de CPIs, de inquéritos secretos conduzidos pelo ministro Alexandre de Moraes no Supremo Tribunal Federal, ou são vítimas de medidas arbitrárias como prisões políticas, apreensão de bens, e exposição indevida de dados, entre outras. 

No chamado ‘inquérito do fim do mundo’, e nos inquéritos dele decorrentes, já houve: prisões políticas sem que houvesse sequer indiciamento das pessoas presas; imposição de uso de tornozeleira eletrônica e ‘prisão domiciliar’ em endereço diferente de onde as pessoas moravam; quebra de sigilo de parlamentares, inclusive de um senador; quebra de sigilos de pessoas e empresas, inclusive de veículos de imprensa; quebra de sigilos do ajudante de ordens do presidente da República; censura de veículos de imprensa e de parlamentares; bloqueio de redes sociais de jornalistas, veículos de imprensa e parlamentares; buscas e apreensões em empresas, residências - inclusive de um general da reserva -, residências de familiares, e gabinetes de parlamentares; proibição de contato entre pessoas, que muitas vezes, nem se conhecem; proibição a parlamentares de concederem entrevistas; intervenções no comando de partido político; entre outras. 

A totalidade da renda da Folha Política, assim como de outros canais e sites conservadores, está sendo confiscada a mando do ex-corregedor do TSE, Luís Felipe Salomão, com o apoio e aplauso dos ministros Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Edson Fachin. Há mais de 13 meses, todos os rendimentos do jornal estão sendo retidos sem justificativa jurídica. Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode nos ajudar a continuar nosso trabalho, doe qualquer valor através do Pix, usando o QR Code que está visível na tela, ou com o código ajude@folhapolitica.org

Há 10 anos, a Folha Política vem mostrando os eventos da política brasileira e dando voz a pessoas que o cartel midiático quer manter invisíveis. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...