sexta-feira, 9 de setembro de 2022

Bolsonaro escancara hipocrisia de senadores do PT em pronunciamento para multidão no Tocantins: 'Praga, só gera desgraça'


O presidente Jair Bolsonaro se pronunciou durante evento no Tocantins, após uma “motociata” que partiu de Imperatriz do Maranhão e foi até Axixá, no Tocantins, seguida de um desfile em carro aberto que passou por Augustinópolis. Falando a uma grande plateia, Bolsonaro disse: “É um momento de responsabilidade. Todos sabemos do que nos livramos em 2018 e do que vamos nos livrar, agora, no dia 2 de outubro. Vamos nos livrar, definitivamente, do Comunismo, que há muito ameaça o nosso Brasil. O Brasil é uma terra abençoada. Cada estado é um pedaço desse paraíso. Nós somos escravos de nossas decisões. Vizinhos nossos, como Venezuela e Argentina, escolheram errado seus representantes. Sofrem muito agora. Nós não podemos errar. Sabemos que é uma luta do Bem contra o Mal. O lado de lá quer o Comunismo, quer desarmar o povo de bem do Brasil, quer liberar as dro*, não respeita a propriedade privada, tampouco a nossa família”.

Bolsonaro lembrou que a maioria dos brasileiros é pacífica e cristã. Ele disse: “Nós, brasileiros de bem, a grande maioria, somos uma só família, um só povo, uma só raça. Somos, em grande maioria, cristãos no Brasil. Sempre falo: Deus, Pátria, Família e Liberdade. Este é o nosso lema, este é o nosso norte, para que possamos crescer, desenvolver e, cada vez mais, se orgulhar de nosso país”. 

O presidente afirmou: “Sabemos dos riscos que corremos, mas temos fé, esperança, vamos colocar o Brasil no eixo de seu desenvolvimento. Contemplamos três anos e meio sem corrupção no Brasil. Isso não é virtude, é obrigação do homem e da mulher públicos”.

Bolsonaro prosseguiu: “Vamos mostrar, cada vez mais, para o mundo que o Brasil está no caminho certo. Aqui é uma área grande voltada ao agronegócio. Vocês são o orgulho do Brasil, são a locomotiva de nossa economia. Garantem a nossa segurança alimentar e a segurança alimentar de mais de 1 bilhão de pessoas ao redor do mundo. O mundo, sem o Brasil, passa fome (...). Em poucos anos, seremos autossuficientes em fertilizantes no nosso Brasil. Obviamente, ninguém faz nada sozinho. Agradeço à maioria da Câmara e do Senado, que sempre esteve ao nosso lado nos momentos mais difíceis de nossa Nação”.

O presidente lembrou as dificuldades que o governo, e o povo, vêm tendo devido à atuação do senado. Bolsonaro disse: “No Senado, todos os senadores do PT votaram contra a redução do ICMS. Essa praga sempre está contra os interesses do Brasil, não produz nada, só geram desgraça ao povo brasileiro. Com essa reeleição, varreremos para o lixo da história esse partido que se diz dos trabalhadores, mas é composto por desocupados (...). Vocês têm um presidente que escolheu ministros por critério técnico, não por interesse político-partidário, e esses ministros nos ajudaram a vencer os desafios. No corrente ano, o Brasil já passou da décima terceira para a décima economia do mundo. Todo mês, criamos mais de 200 mil postos de trabalho pelo Brasil. Nosso PIB tem crescido, também, de forma sustentável. E acreditam: mesmo reduzindo impostos, cada vez mais, o Brasil tem arrecadado mais. É sinal de que esse povo é trabalhador, gera riqueza e tem serviço, cada vez mais, para quem queira trabalhar. A liberdade é mais cara que a própria vida. Vamos preservá-la”.

A liberdade e a propriedade privada, no Brasil, estão sob ameaça e já foram suprimidas para alguns grupos, em consequência do ativismo judicial de alguns membros do Judiciário. A renda da Folha Política e de outros sites e canais conservadores está sendo confiscada a mando do ministro Luís Felipe Salomão, ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, com o apoio e respaldo dos ministros do STF Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Edson Fachin. O confisco da renda, que foi mantido pelo corregedor seguinte, Mauro Campbell Marques, ao longo de todo o seu mandato, atinge todos os vídeos produzidos pelo jornal, independente de tema, data, ou qualquer outro fator. Há mais de 14 meses, toda a renda do nosso trabalho vem sendo retida, sem qualquer previsão legal.

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode nos ajudar a manter o jornal, doe qualquer valor utilizando o QR Code que está visível na tela, ou use o código Pix ajude@folhapolitica.org

Caso ão utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

Com a sua ajuda, a Folha Política poderá se manter firme e continuar o seu trabalho. PIX: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...