quinta-feira, 8 de setembro de 2022

Bolsonaro recebe crianças, dá aula de História, alerta sobre ‘o outro lado’, e ora com elas


O presidente Jair Bolsonaro recebeu, no palácio da Alvorada, um grande grupo de crianças de uma comunidade cristã e conversou longamente com elas. As crianças cantaram uma música com todos os presidentes do Brasil, e, ao chegarem ao nome do atual presidente, gritaram “Jair Bolsonaro” e “mito”. Bolsonaro explicou às crianças a sucessão e a substituição de presidentes, e relatou como o Congresso brasileiro votou por apagar de seus registros um episódio histórico. 

Bolsonaro explicou que o presidente Castelo Branco foi eleito pelo próprio Congresso, seguindo as regras previstas na Constituição então vigente, e, 49 anos depois, o registro dessa sessão foi apagado como forma de tentar alterar a história. 

Bolsonaro respondeu a várias perguntas das crianças e aconselhou-as a estudar e a se dedicarem às atividades que escolherem, para tornarem-se cidadãos úteis e produtivos. O presidente contou episódios de sua infância e juventude, enfatizando a importância do estudo e da dedicação. Questionado se gosta de ser presidente, Bolsonaro disse que seu prazer está em servir à pátria e preparar o futuro da juventude. Ele alertou: “o pessoal do outro lado, que prega tanta liberdade para coisa errada, depois de algum tempo que eles assumem, você perde totalmente a liberdade”. 

Após a conversa, o presidente orou com as crianças e depois levou-as para conhecer a área externa do Palácio. 

Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro e pessoas que apenas têm um discurso diferente do imposto pelo cartel midiático vêm sendo perseguidos, em especial pelo Judiciário. Além dos inquéritos conduzidos pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, também o ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Felipe Salomão, criou seu próprio inquérito administrativo, e ordenou o confisco da renda de sites e canais conservadores, como Bárbara, do canal Te Atualizei, e a Folha Política. Toda a receita gerada pelo nosso jornal desde 1º de julho de 2021 está bloqueada por ordem do TSE, com aplauso dos ministros Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Edson Fachin. Há mais de 14 meses, toda a renda do nosso trabalho vem sendo retida, sem qualquer previsão legal. 

Sem a possibilidade de receber a renda de seu trabalho, o jornal corre o risco de fechar. Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar, use o QR Code que está visível na tela para doar qualquer quantia, ou use o código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

Há 10 anos, a Folha Política faz a cobertura da política brasileira, mostrando atos, pronunciamentos e eventos dos três poderes, quebrando a espiral do silêncio imposta pelo cartel de mídia que quer o monopólio da informação. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...