segunda-feira, 5 de setembro de 2022

Deputada Bia Kicis repudia usurpação de funções feita por Randolfe Rodrigues e Alexandre de Moraes


Em sua live semanal, a deputada federal Bia Kicis mencionou a péssima repercussão da operação da Polícia Federal contra empresários, a mando de Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, por conversas no Whatsapp. A deputada apontou que, quando o sigilo da decisão foi derrubado, viu-se que o ministro acatou ordens do senador Randolfe Rodrigues, que chegou inclusive a admitir que atua no lugar do Procurador-Geral da República. 

A deputada disse: “O Randolfe ainda bate no peito e diz: “já que o PGR não faz nada, eu faço”. Isso é uma confissão, gente. Isso é uma confissão de um ato absurdo. Ele está querendo tomar o lugar do PGR? Ele é um senador, ele não foi eleito para ser procurador da República. Isso é uma usurpação de função que deveria ser repudiada, e não acolhida, por um ministro que também usurpa funções - usurpa, também, a função do Ministério Público, investiga, julga, e tudo mais”.

A deputada Bia Kicis mencionou algumas das muitas manifestações contrárias ao ato do ministro Alexandre de Moraes, enfatizando as manifestações da Associação Brasileira de Juristas Conservadores e do constitucionalista Ives Gandra Martins, que disse ter ficado “estupefato” com a operação. A deputada disse: “é muito triste o que a gente está vivendo, isso não é coisa de democracia nem aqui nem lá na China. Democracia é liberdade de expressão”. 

Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro e pessoas que apenas têm um discurso diferente do imposto pelo cartel midiático vêm sendo perseguidos, em especial pelo Judiciário. Além dos inquéritos conduzidos pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, também o ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Felipe Salomão, criou seu próprio inquérito administrativo, e ordenou o confisco da renda de sites e canais conservadores, como Bárbara, do canal Te Atualizei, e a Folha Política. Toda a receita gerada pelo nosso jornal desde 1º de julho de 2021 está bloqueada por ordem do TSE, com aplauso dos ministros Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Edson Fachin. Há mais de 14 meses, toda a renda do nosso trabalho vem sendo retida, sem qualquer previsão legal. 

Sem a possibilidade de receber a renda de seu trabalho, o jornal corre o risco de fechar. Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar, use o QR Code que está visível na tela para doar qualquer quantia, ou use o código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

Há 10 anos, a Folha Política faz a cobertura da política brasileira, mostrando atos, pronunciamentos e eventos dos três poderes, quebrando a espiral do silêncio imposta pelo cartel de mídia que quer o monopólio da informação. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...