sexta-feira, 23 de setembro de 2022

Multidão chama Lula de ‘ladrão’ e aclama Bolsonaro após o presidente repudiar tirania e violações ao Estado de Direito


O presidente Jair Bolsonaro discursou durante o evento Mulheres Pelo Brasil, em Contagem, Minas Gerais. O presidente apontou que, embora não seja um pregador, é um frequentador de igrejas e aprende muitas coisas. Ele disse: “a gente aprende que, tudo o que estiver ao nosso alcance, nós temos o dever de procurar fazer. O que for impossível para nós, a gente entrega nas mãos de Deus”. 

O presidente lembrou que as eleições já estão muito próximas e pediu aos cidadãos que façam comparações com os países vizinhos. Bolsonaro lembrou que, logo depois que ofereceu, da tribuna da ONU, asilo aos religiosos perseguidos na Nicarágua, o presidente da Colômbia subiu à mesma tribuna para defender a cocaína. Bolsonaro disse: “para mim, é muito mais fácil estar do outro lado desse balcão. Mas jamais eu trairia a minha consciência. Jamais eu abandonaria vocês”.

Bolsonaro admitiu que, com o pretexto da pandemia, uma ditadura foi instaurada no Brasil. O presidente disse: “Vocês sentiram um pouquinho da ditadura na pele, quando vimos muitos governadores fecharem igrejas. Igrejas, que não são fechadas nem em época de guerra. Fizeram aqui. Diziam que era o melhor para vocês. O que é de melhor para nós é a nossa liberdade”.

O presidente comparou suas propostas com as do grupo de extrema-esquerda que concorre com ele às eleições. Entre outros pontos, Bolsonaro observou que “o lado de lá não respeita a propriedade privada”. O presidente disse: “Nós entendemos que a propriedade privada é essencial para o estado democrático de direito. O que nós queremos para o Brasil, em primeiro lugar, é a liberdade individual de cada um de vocês”. O presidente disse que, quando as pessoas perdem bens materiais, podem recuperá-los se tiverem liberdade, e acrescentou: “Se não tiverem, serão escravos das migalhas distribuídas pelo Estado”. 

O presidente defendeu os valores dos brasileiros e questionou: “por que esses outros querem nos roubar isso? Como se não bastassem os bens materiais que nos roubaram, querem agora roubar a nossa liberdade, também?”. Bolsonaro lembrou que estamos a 9 dias das eleições e alertou: “vão aprontar mais alguma coisa, contra mim, contra a minha família, nesses 9 dias”. 

O presidente disse: “para alguns, voto pode ser mercadoria. Para nós, não. Para nós, é responsabilidade. Eu devo lealdade a cada um de vocês. Para onde vocês apontarem, para lá o meu governo marchará. Não tem satisfação maior do que ser recebido, em qualquer lugar desse Brasil, da forma como sou recebido”. 

Quando o presidente mencionou sua alegria por saber que não há um comunista sentado na cadeira presidencial, o público respondeu aos gritos de “Lula, ladrão, seu lugar é na prisão”. 

A Constituição Federal determina, em seu art. 5º, inciso LIV, que “ninguém será privado da liberdade ou de seus bens sem o devido processo legal”. No entanto, a Constituição e as leis não parecem valer para grupos específicos da população. O ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Felipe Salomão, mandou confiscar, em decisão monocrática em inquérito administrativo, a renda de canais e sites conservadores, como de Bárbara, do canal Te Atualizei, e da Folha Política. 

A decisão do ministro, que recebeu o respaldo e o apoio de Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Edson Fachin, confisca toda a renda dos canais, sem qualquer distinção segundo o tipo de conteúdo, o tema, a época de publicação ou qualquer outro critério. Há mais de 14 meses, toda a renda do nosso trabalho é retida sem qualquer justificativa jurídica.

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode nos ajudar a manter o jornal funcionando, doe através do QR Code que aparece na tela, ou utilizando o código Pix ajude@folhapolitica.org. Caso não use Pix, a conta da empresa Raposo Fernandes está disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo. Há 10 anos, a Folha Política vem enfrentando a espiral do silêncio imposta pelo cartel de mídia que quer o monopólio da informação. Pix: ajude@folhapolitica.org

 

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...