quinta-feira, 1 de setembro de 2022

Roberta Lacerda se emociona e chora ao abordar perseguição política e restrições à liberdade no Brasil


A médica Roberta Lacerda, ao participar da audiência pública do Senado sobre os inquéritos políticos conduzidos pelo ministro Alexandre de Moraes no Supremo Tribunal Federal, se emocionou e chorou ao relembrar a perseguição que sofreu por se contrapor a narrativas propagadas por alguns políticos e pela velha imprensa. 

Roberta Lacerda apontou: “Nunca na história da humanidade a censura serviu senão à mentira, senão jogando a verdade no poço e trazendo as suas vestes para que a mentira andasse por aí, muito mais eloquente e mais bem vista do que a verdade nua e crua”.

A médica lembrou a utilização de “instrumentos de manipulação das massas, para criar uma narrativa que limita a sua percepção e que me leva a um último questionamento: quem checa os checadores de notícias da verdade e das evidências científicas?”. Roberta Lacerda disse: “nós conclamamos a todos os brasileiros e cidadãos deste país que não incorram no erro da neutralidade, porque, já dizia Dante, o sétimo círculo do inferno está resguardado para aqueles que nos momentos de crise escolheram a neutralidade da ação”. 

O assédio sofrido pela médica e por muitos de seus colegas é parte de um assédio a um grupo de pessoas, tratadas como sub-humanos e cidadãos com menos direitos, por manifestarem suas opiniões livremente e por apoiarem o presidente Jair Bolsonaro. Medidas arbitrárias são tomadas contra essas pessoas, que têm seus direitos e garantias fundamentais desrespeitados. 

Além de ter tido a sede invadida e todos os seus equipamentos apreendidos, no âmbito de um inquérito do ministro Alexandre de Moraes, do STF, que foi posteriormente arquivado por falta de indícios de crime, a Folha Política, atualmente, tem toda a sua renda confiscada a mando do ministro Luís Felipe Salomão, ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, com o apoio e o louvor dos ministros Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Edson Fachin. Há mais de 14 meses, todos os rendimentos do jornal estão sendo retidos sem justificativa jurídica. 

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode nos ajudar a manter o jornal em funcionamento, doe qualquer valor através do Pix, utilizando o QR Code que está visível no vídeo, ou o código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize Pix, a conta da empresa Raposo Fernandes está disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo. 

Há 10 anos, a Folha Política vem mostrando os fatos da política brasileira, fazendo a cobertura dos três poderes, e dando voz a pessoas que o cartel midiático quer calar. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...