sexta-feira, 7 de outubro de 2022

Bolsonaro reage contra Moraes e faz duro alerta: ‘crianças que porventura adquirirem pólio, tem um responsável: Alexandre de Moraes, no TSE’


Durante live transmitida de Belém do Pará, o presidente Jair Bolsonaro criticou duramente decisões do ministro Alexandre de Moraes que impediram a veiculação de campanhas de vacinação contra a poliomielite. Bolsonaro apontou: “pela segunda vez consecutiva, o Ministério da Saúde quer fazer uma campanha para estimular a vacinação contra a pólio. E, pela segunda vez, o Alexandre de Moraes nega a campanha de vacinação”. 

O presidente apontou que a esquerda já tenta divulgar uma narrativa tentando responsabilizá-lo pela queda na cobertura vacinal, e lamentou: “é o tempo todo assim”. Bolsonaro alertou: “crianças que porventura adquirirem pólio, tem um responsável: o Alexandre de Moraes, no TSE. Tudo ele faz contra o nosso governo”.

Bolsonaro fez uma dura advertência: “Não se brinca com essa questão de saúde. Nós queremos, o mais rápido possível, lançar essa campanha, que existe, periodicamente, para que a garotada vá se vacinar contra a pólio. A polio está praticamente erradicada no Brasil. Será que ela vai voltar? Tem um responsável. A gente está falando: pela segunda vez consecutiva, a gente busca fazer isso aí e o TSE impede”. 

O Tribunal Superior Eleitoral proibiu a veiculação de campanhas de vacinação, e também de alistamento para o serviço militar, além de limitar a divulgação de atos do governo em geral. Além disso, o tribunal vem promovendo intensa censura, a pretexto de “proteger a democracia”. 

A Constituição Federal determina, em seu art. 5º, inciso LIV, que “ninguém será privado da liberdade ou de seus bens sem o devido processo legal”. No entanto, o ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Felipe Salomão, mandou confiscar, em decisão monocrática em inquérito administrativo, a renda de canais e sites conservadores, como de Bárbara, do canal Te Atualizei, e da Folha Política. 

A decisão do ministro, que recebeu o respaldo e o apoio de Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Edson Fachin, confisca toda a renda dos canais, sem qualquer distinção segundo o tipo de conteúdo, o tema, a época de publicação ou qualquer outro critério. Há mais de 15 meses, toda a renda do nosso trabalho é retida sem qualquer justificativa jurídica.

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode nos ajudar a manter o jornal funcionando, doe através do QR Code que aparece na tela, ou utilizando o código Pix ajude@folhapolitica.org. Caso não use Pix, a conta da empresa Raposo Fernandes está disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo. Há 10 anos, a Folha Política vem enfrentando a espiral do silêncio imposta pelo cartel de mídia que quer o monopólio da informação. Pix: ajude@folhapolitica.org

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...