sexta-feira, 7 de outubro de 2022

Bolsonaro relata telefonema com Michel Temer e alerta do ex-presidente sobre o PT, agradece a Dallagnol e elogia Moro


Em coletiva de imprensa, o presidente Jair Bolsonaro recebeu o apoio da senadora Eudócia Caldas e do prefeito de Maceió, João Henrique Caldas, conhecido como JHC. O presidente agradeceu pelos apoios, falando da importância da ajuda de prefeitos, que têm mais contato direto com a população. Bolsonaro lembrou que já recebeu apoios de muitos governadores, e disse: “e assim está fechando um grande círculo de apoio à reeleição de um presidente da República, que não existe base para se comparar com um outro que nos governou por oito anos e mais seis, que nada deixou para nós a não ser um legado de corrupção, de desmando, de desgaste dos valores familiares, de desrespeito, de ódio, de defesa do lado de lá - de bandidos”.

Questionado sobre o ex-presidente Temer, Bolsonaro relatou que falou com ele por telefone. Ele disse: “ontem, houve um contato telefônico meu com o ex-presidente Temer, ele está fora do Brasil. Ele já, em nota, falou que não vai estar ao lado de quem quer destruir parte do que ele fez pelo Brasil, como, por exemplo,a  reforma trabalhista, e estará do outro lado. Não falou explicitamente o meu nome, mas dá para entender que ele está do nosso lado. Então, agradeço esse apoio, mesmo velado, do ex-presidente Temer”.

O presidente mencionou ainda outros apoios, do apresentador Datena, do ex-ministro Sérgio Moro e do ex-coordenador da Lava Jato, Deltan Dallagnol. Bolsonaro disse: “o Dallagnol, como ele já abriu publicamente seu voto, pretendo conversar com ele, coisa que nunca aconteceu entre nós. Se o Moro quiser conversar comigo, tenho interesse em conversar com ele. São duas pessoas que mostraram as entranhas do poder em Brasília, por ocasião da Lava Jato, conhecem muito do que aconteceu na vida desse ex-presidiário que quer voltar ao poder, e o governo é a união das pessoas de bem”. 

O presidente relatou que, possivelmente, haverá uma reunião na segunda-feira, com o apoio público de cantores sertanejos e influenciadores digitais. Ele apontou: “querem um Brasil que não vá para a esquerda, querem um Brasil com imprensa livre, com mídias sociais livres. Querem um país onde ninguém queira fugir do seu país como fogem da Venezuela. Então, são pessoas que querem o melhor para o nosso Brasil. Podem ter certeza: como eu nunca falei em censurar a imprensa, se eu for reeleito, vocês continuarão livres. Nesses regimes de exceção, os primeiros a perder o emprego são vocês. E eu não quero isso”. 

A ditadura da toga segue firme. O Brasil tem hoje presos políticos e jornais, parlamentares e influenciadores censurados. A Folha Política tem toda sua receita gerada desde 1º de julho de 2021 confiscada por uma ‘canetada’ do ministro Luis Felipe Salomão, ex-corregedor do TSE, com o aplauso e o respaldo dos ministros Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Edson Fachin. Além disso, todas as receitas futuras do jornal obtidas por meio do Youtube estão previamente bloqueadas. Há mais de 15 meses, todos os rendimentos do jornal estão sendo retidos sem justificativa jurídica. 

Anteriormente, a Folha Política teve sua sede invadida e TODOS os seus equipamentos apreendidos, a mando do ministro Alexandre de Moraes. Mesmo assim, a equipe continuou trabalhando como sempre, de domingo a domingo, dia ou noite, para trazer informação sobre os três poderes e romper a espiral do silêncio imposta pela velha imprensa, levando informação de qualidade para todos os cidadãos e defendendo os valores, as pessoas e os fatos excluídos pelo mainstream, como o conservadorismo e as propostas de cidadãos e políticos de direita.

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar a evitar que o jornal seja fechado pela ausência de recursos para manter sua estrutura, cumprir seus compromissos financeiros e pagar seus colaboradores, doe por meio do PIX cujo QR Code está visível na tela ou por meio do código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

A Folha Política atua quebrando barreiras do monopólio da informação há 10 anos e, com a sua ajuda, poderá se manter firme e continuar a exercer o seu trabalho. PIX: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...