sexta-feira, 7 de outubro de 2022

Bolsonaro se enfurece, confronta Moraes, do STF, alfineta Alckmin e expõe 'jogo sujo' de Lula


Durante uma entrevista coletiva, o presidente Jair Bolsonaro fez um forte desabafo aos jornalistas da velha imprensa, questionando por que trabalham pela candidatura do ex-presidente Lula. Bolsonaro apontou que seu governo conseguiu ter governabilidade sem os “truques” utilizados por Lula, explicando: “O Centrão chegou para nós. Está conosco. Como eu consigo aprovar um projeto sem partido de centro? Quer que eu vá negociar com a esquerda, PSOL, PCdoB, PT, Rede? Só se for para negociar censurar a mídia, eles topam; Negociar invasão de terra, eles topam. Negociar usar o dinheiro do BNDES para financiar ditaduras, como por exemplo a ditadura venezuelana. Em Caracas, capital da Venezuela, tem metrô. Com dinheiro do povo brasileiro. E não tem metrô em Belo Horizonte. Uma parte é para obras e outra parte para financiar ditaduras pela América do Sul e Central, também”.

Bolsonaro se exaltou ao perguntar: “Será que é difícil enxergar tudo isso? Que eu estou lutando, não é por mim, é pelo Brasil. Pra mim, é muito mais fácil estar do outro lado do balcão, do lado daquele cara que está no Supremo e no TSE, tudo canetando contra mim. Acabou de me dar uma multa de 20 mil reais porque eu me reuni com embaixadores aqui. O Fachin se reuniu com embaixadores, também, e a  política externa é privativa minha e do Carlos França. Não é do supremo e não é do TSE”.

O presidente desabafou: “É o tempo todo usando a caneta para fazer maldade, tentar me tirar de combate, desgastar. Já desafiei o Alexandre de Moraes, que vazou a quebra do sigilo telemático do meu ajudante de ordens, que é um crime que esse cara fez. O que esse cara fez é um crime. O meu ajudante de ordens é um cara de confiança meu. Aquele assunto com o Putin é assim, com o Joe Biden é assado. E esse cara consegue pegar isso tudo pra ele”. “Aí ele vê as contas particulares da primeira-dama, ‘movimentações atípicas’. Alexandre de Moraes, mostre o valor das movimentações. Tenha caráter! Mostre o valor das movimentações. É só tentativa de desgaste. Vou deixar bem claro, Alexandre de Moraes: a minha esposa não tem escritório de advocacia. Mostre a verdade! Você está ajudando a enterrar o Brasil por questão pessoal. Não sei qual, mas é pessoal. Para onde irá o Brasil com essa quadrilha do PT voltando ao governo? E não é só o PT, não. Renan Calheiros! Vocês viram, Lula procurou o Renan Calheiros para libertar sequestradores do Abílio Diniz. Disse que os meninos não sabiam o que estavam fazendo. Ora, sequestro é premeditado. Muitas vezes, estudam meses. As maiores votações do Lula, em termos percentuais, foram em presídios. Está na cara. Você vota naquele com quem você se identifica”.

Em inquéritos políticos conduzidos no Supremo Tribunal Federal, o ministro Alexandre de Moraes já quebrou os sigilos de dezenas de pessoas, além de impor medidas abusivas como prisões políticas, censura, invasão de residências e apreensão de bens, bloqueio de redes sociais, “prisão domiciliar” em outro estado, e outras medidas cautelares inventadas, geralmente com base em matérias da velha imprensa e depoimentos de pessoas suspeitas e interessadas, que são tomadas como provas, sem questionamento. Nesses inquéritos, o Ministério Público é ignorado ou se limita a tomar ciência das decisões do ministro, enquanto cidadãos e empresas têm seus direitos e garantias fundamentais atropelados pelo ministro, sem chance de defesa nem acesso ao devido processo legal. Pedidos de parlamentares de extrema-esquerda são admitidos como ordens e são atendidos, mesmo quando a polícia federal ou o Ministério Público aconselham o contrário. 

Em um desses inquéritos, a sede da Folha Política foi invadida e todos os equipamentos do jornal foram apreendidos. Após a Polícia Federal atestar que não havia motivos para qualquer indiciamento, o inquérito foi arquivado a pedido do Ministério Público, mas o ministro abriu outro inquérito de ofício e compartilhou os dados do inquérito arquivado. Atualmente, a renda do jornal está sendo confiscada a mando do ministro Luís Felipe Salomão, ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, em atitude que foi elogiada pelos ministros Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Edson Fachin. Há mais de 15 meses, toda a renda de jornais, sites e canais conservadores está sendo retida, sem qualquer base legal. 

Se você apoia o nosso trabalho e pode ajudar a Folha Política a continuar funcionando, doe qualquer valor através do QR Code que está visível na tela, ou através do código pix ajude@folhapolitica.org  Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

Há 10 anos, a Folha Política vem mostrando os fatos da política brasileira, enfrentando a espiral do silêncio imposta pelo cartel midiático que pretende controlar o fluxo de informações no Brasil. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...