sexta-feira, 14 de outubro de 2022

Magno Malta faz discurso impactante ao lado de Bolsonaro e garante: ‘não vão tomar o Brasil na marra’


Em evento em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, ao lado do presidente Jair Bolsonaro, o senador eleito Magno Malta discursou a uma impressionante multidão. O senador apontou que a multidão vestida de verde e amarelo o lembrou de sua infância, quando as crianças aprendiam a respeitar os símbolos nacionais. Magno Malta lembrou: “aprendíamos os hinos, e nós tínhamos liberdade para que os nossos filhos andassem na rua”. 

O senador falou da importância das eleições e da necessidade de conversar com indecisos. Ele disse: “quero dizer às pessoas mais simples que até o dia 30 você não virar ninguém que adoeceu a sua mente. É uma geração perdida. Mas há uma geração de pessoas indecisas”. Magno Malta rebateu algumas das narrativas que vêm sendo divulgadas pela velha imprensa e pela extrema-esquerda. 

Magno Malta falou, por exemplo, sobre o Auxílio Brasil, explicando que é permanente. Ele lembrou que o programa de renda mínima sempre foi um sonho do petista Eduardo Suplicy, e acrescentou: “o PT nunca fez pra ele. E Bolsonaro realizou o sonho de Suplicy”. Malta explicou ainda que, no auxílio Brasil, não há os “cabrestos” que foram incluídos no Bolsa Família para controlar o povo. 

O senador eleito disse: “Agora eu voltei. Olha eu aqui de novo. Agora voltei, e as verdades serão verdades. A Constituição será a Constituição. E quero dizer uma coisa: a linha da Constituição terá que ser respeitada, ou então vai ser tempo ruim o tempo inteiro”. 

Magno Malta lembrou os sacrifícios feitos pelo presidente Jair Bolsonaro, dizendo: “lutando pelo Brasil, Bolsonaro, você toma uma fa**** fatídica. Aqui está o seu companheiro da vida e da morte. Lutando pelo Brasil. Cinco cirurgias. O sofrimento físico. Ataques todos os dias, narrativas todos os dias. E você não arreda o pé. Não arreda uma vírgula. Escutem o que eu vou dizer agora: não vão tomar o Brasil na marra”.

O senador eleito afirmou: “nós vamos lutar pela nossa liberdade, até se pela morte for, porque a coisa mais linda, presidente, que eu aprendi, que eu decorei na minha escola pública, do hino da pátria, do hino da bandeira, do hino nacional, a coisa que mais me marcou - de morrer lutando pelas crianças, lutando pela liberdade, pelo direito de ir e vir, quando nesse país não tiver mais prisão por crime de opinião. A justiça ser feita justiça. Se nós tivermos que tombar em praça pública por conta dessas lutas, eu quero morrer dizendo: ou ficar a pátria livre ou morrer pelo Brasil”

A ditadura da toga segue firme. O Brasil tem hoje presos políticos e jornais, parlamentares e influenciadores censurados. A Folha Política tem toda sua receita gerada desde 1º de julho de 2021 confiscada por uma ‘canetada’ do ministro Luis Felipe Salomão, ex-corregedor do TSE, com o aplauso e o respaldo dos ministros Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Edson Fachin. Além disso, todas as receitas futuras do jornal obtidas por meio do Youtube estão previamente bloqueadas. Há mais de 15 meses, todos os rendimentos do jornal estão sendo retidos sem justificativa jurídica. 

Anteriormente, a Folha Política teve sua sede invadida e TODOS os seus equipamentos apreendidos, a mando do ministro Alexandre de Moraes. Mesmo assim, a equipe continuou trabalhando como sempre, de domingo a domingo, dia ou noite, para trazer informação sobre os três poderes e romper a espiral do silêncio imposta pela velha imprensa, levando informação de qualidade para todos os cidadãos e defendendo os valores, as pessoas e os fatos excluídos pelo mainstream, como o conservadorismo e as propostas de cidadãos e políticos de direita.

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar a evitar que o jornal seja fechado pela ausência de recursos para manter sua estrutura, cumprir seus compromissos financeiros e pagar seus colaboradores, doe por meio do PIX cujo QR Code está visível na tela ou por meio do código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

A Folha Política atua quebrando barreiras do monopólio da informação há 10 anos e, com a sua ajuda, poderá se manter firme e continuar a exercer o seu trabalho. PIX: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...