domingo, 9 de outubro de 2022

Reeleito em meio a perseguição de Moraes, deputado Otoni de Paula manda recado ao ministro: ‘veremos a sua queda, Alexandre, por uma única razão: você não é maior do que o Brasil!’


O deputado federal Otoni de Paula, reeleito apesar da censura que lhe foi imposta pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, apontou um dos efeitos da atuação do ministro. O deputado disse: “Ministro Alexandre de Moraes, graças ao senhor, nós tivemos a maior renovação conservadora de direita no Senado Federal. Sim, graças ao senhor também, eu voltei a este Parlamento, mesmo sem rede social. Eu precisei só dizer que éramos adversários, que o senhor era contra mim. Eu só precisei dizer ao povo tudo que o senhor fez contra este Parlamentar”.

O deputado lembrou que o ministro Alexandre de Moraes censurou suas redes sociais e relatou que o ministro também mandou bloquear sua conta-salário. Otoni de Paula afirmou acreditar que o ministro cairá, e disse: “Ministro Alexandre de Moraes, só há uma coisa maior do que a sua inclinação à ditadura, só há uma coisa maior do que o seu desejo de se colocar como deus nesta Nação: a democracia brasileira. Contra ela, Ministro, não há caneta de Ministro do Supremo Tribunal Federal, não há decisão déspota que possa agir”. 

O assédio ao deputado Otoni de Paula é parte de um assédio a um grupo de pessoas, tratadas como sub-humanos e cidadãos com menos direitos, por manifestarem suas opiniões livremente e por apoiarem o presidente Jair Bolsonaro. Medidas arbitrárias são tomadas contra essas pessoas, que têm seus direitos e garantias fundamentais desrespeitados. 

Além de ter tido a sede invadida e todos os seus equipamentos apreendidos, no âmbito de um inquérito do ministro Alexandre de Moraes, do STF, que foi posteriormente arquivado por falta de indícios de crime, a Folha Política, atualmente, tem toda a sua renda confiscada a mando do ministro Luís Felipe Salomão, ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, com o apoio e o louvor dos ministros Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Edson Fachin. Há mais de 15 meses, todos os rendimentos do jornal estão sendo retidos sem justificativa jurídica. 

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode nos ajudar a manter o jornal em funcionamento, doe qualquer valor através do Pix, utilizando o QR Code que está visível no vídeo, ou o código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize Pix, a conta da empresa Raposo Fernandes está disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo. 

Há 10 anos, a Folha Política vem mostrando os fatos da política brasileira, fazendo a cobertura dos três poderes, e dando voz a pessoas que o cartel midiático quer calar. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...