quarta-feira, 19 de outubro de 2022

Tarcísio desmoraliza Lula ao citar parábola bíblica e dá lição de moral


Por ocasião de evento do movimento “Mulheres com Bolsonaro” em São Paulo, Tarcísio Gomes de Freitas, ex-ministro da Infraestrutura do Governo Bolsonaro e candidato ao Governo de São Paulo, relatou uma parábola bíblica ao argumentar e apresentar os motivos pelos quais julga que os eleitores não devem votar no ex-presidente Lula, tendo em vista seu passado como homem público. 

O ex-ministro disse: “A virada está acontecendo e Deus vai dar a vitória. A palavra que tenho para vocês, hoje, está em Lucas, capítulo 16. A parábola do mordomo infiel. Cristo estava falando para seus discípulos, e também para fariseus. Ele conta a história de um homem rico que tinha um mordomo, um administrador. Esse administrador esbanjava seus bens. Era infiel. Era corrupto. Ele era chamado a prestar contas, pois todo mundo vai ser chamado a prestar contas. Ele diz: ‘Estou sabendo que você está esbanjando. Não vai ser mais mordomo. Não vai mais ser meu administrador’. Engraçado que tem gente, no Brasil, que quer trazer o mordomo infiel de volta, o corrupto. Ninguém quer o mordomo infiel de volta”

Tarcísio prosseguiu contando a história bíblica: “O mordomo infiel tem uma ideia e começa a fazer acordos. Chama os devedores do seu senhor, pergunta quanto deve, se deve 100, diz para registrar 50 e pagar a metade. Ele começa a preparar o dia seguinte na base da corrupção.. E aqueles com quem ele fazia acordos não sabiam que ele não tinha legitimidade para fazer isso com o seu senhor. O que Cristo está nos ensinando quando fala isso? Que os filhos das Trevas são mais espertos que os filhos da Luz. Normalmente, são mais diligentes que os filhos da Luz. Jesus nos ensina que nós devemos ser prudentes, inteligentes, na administração dos nossos bens. Da nossa vida. A nossa família. Ser diligentes com o nosso país. É aqui que nossa família vive, aqui que está o nosso futuro, a nossa esperança”

O ex-ministro explicou: “Não podemos aceitar a mentira, a esperteza. Mentira e esperteza enganam muita gente de bem. Acabam iludindo pessoas humildes, que acabam embarcando em um discurso fácil, óbvio, que não existe. Pessoas são enganadas nesse discurso. E a gente não pode deixar as pessoas serem enganadas. Tem tanta gente tomando decisão, hoje, por uma questão estética. Movida pelo influenciador - que não tem compromisso com o país, compromisso com a família”.

Tarcísio comparou: “Fico imaginando se Samuel, ao entrar na casa de Jessé, fosse ungir um rei baseado na estética. Davi jamais seria ungido. E Davi foi um rei segundo o coração de Deus. Davi errou, errou bastante, mas pediu perdão. E foi um rei ungido pelo coração de Deus. As pessoas não entendem o que é ser escolhido. Muitas vezes, não conseguem enxergar o que está acontecendo com olhos espirituais. Vi um país sofrendo. Passando por muita provação. Sofrendo com a pandemia, a crise hídrica, a guerra na Ucrânia, mas vi um país se levantando. Quem imaginou que a gente iria crescer, neste ano, mais que Estados Unidos, países da Europa, Reino Unido, até que a China, depois de 42 anos? Com inflação menor que EUA, países da Zona do Euro? Quem acredita em Deus imaginou (...). Eu quero o caminho da vida, da família, da liberdade, do verde e amarelo, não do vermelho. Nós não vamos ter o mordomo infiel de volta”.

A ditadura da toga segue firme. O Brasil tem hoje presos políticos e jornais, parlamentares e influenciadores censurados. A Folha Política tem toda sua receita gerada desde 1º de julho de 2021 confiscada por uma ‘canetada’ do ministro Luis Felipe Salomão, ex-corregedor do TSE, com o aplauso e o respaldo dos ministros Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Edson Fachin. Além disso, todas as receitas futuras do jornal obtidas por meio do Youtube estão previamente bloqueadas. Há mais de 15 meses, todos os rendimentos do jornal estão sendo retidos sem justificativa jurídica. 

Anteriormente, a Folha Política teve sua sede invadida e TODOS os seus equipamentos apreendidos, a mando do ministro Alexandre de Moraes. Mesmo assim, a equipe continuou trabalhando como sempre, de domingo a domingo, dia ou noite, para trazer informação sobre os três poderes e romper a espiral do silêncio imposta pela velha imprensa, levando informação de qualidade para todos os cidadãos e defendendo os valores, as pessoas e os fatos excluídos pelo mainstream, como o conservadorismo e as propostas de cidadãos e políticos de direita.

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar a evitar que o jornal seja fechado pela ausência de recursos para manter sua estrutura, cumprir seus compromissos financeiros e pagar seus colaboradores, doe por meio do PIX cujo QR Code está visível na tela ou por meio do código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

A Folha Política atua quebrando barreiras do monopólio da informação há 10 anos e, com a sua ajuda, poderá se manter firme e continuar a exercer o seu trabalho. PIX: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...