sexta-feira, 11 de novembro de 2022

Deputado Alexis Fonteyne se exalta contra ativismo de Moraes: ‘passou a mão na b*** do Congresso Nacional. E nós deixamos’


Da tribuna da Câmara dos Deputados, o deputado Alexis Fonteyne fez uma veemente crítica à atuação do Tribunal Superior Eleitoral e, em especial, do ministro Alexandre de Moraes, na eleição presidencial. O deputado disse: “Eu estou muito preocupado com o Brasil. Eu nunca vi um processo eleitoral tão opaco, tão tendencioso e tão questionável, que é o que nós estamos vendo na rua e na insegurança que todo brasileiro está sentindo”.

O deputado lembrou uma série de momentos em que o ativismo judicial interferiu nos destinos do país, como durante o impeachment de Dilma, a mudança na prisão em segunda instância e a “descondenação” de Lula. Fonteyne também mencionou a atuação da velha imprensa, abertamente favorável a Lula durante toda a campanha. 

O deputado Alexis Fonteyne explicou como o ativismo judicial se intensificou e descambou para a censura escancarada. Ele disse: “Mas não bastasse isso, durante o processo, voltamos à censura. (...) Nós brasileiros nos sentimos violentados por esse TSE, com a figura do Alexandre de Moraes, que se foi empoderando, sim”. O deputado lembrou um episódio extremo do ativismo judicial: “Vamos lembrar a hora em que ele mandou prender o Deputado Daniel Silveira. Eu não gostei das palavras do Deputado Daniel Silveira, mas o Ministro, literalmente — desculpem-me as palavras chulas —, passou a mão na b*** do Congresso Nacional, da Câmara dos Deputados. E nós deixamos. Perdemos moral em relação ao Judiciário e ao Supremo. Aí, ninguém segura, ninguém segura! Passou um precedente perigosíssimo. Nós agora estamos baixando a cabeça o tempo todo. E o povo está na rua reclamando”.

O deputado citou o economista Roberto Campos: "O Brasil não perde uma oportunidade de perder uma oportunidade". E conclui: “Eu estou extremamente preocupado”.

A liberdade, no Brasil, assim como a propriedade privada, já não são mais direitos fundamentais garantidos, em consequência do ativismo judicial de alguns membros do Judiciário. A renda da Folha Política e de outros sites e canais conservadores está sendo confiscada a mando do ministro Luís Felipe Salomão, ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, com o apoio e respaldo dos ministros do STF Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Edson Fachin. O confisco da renda, que vem sendo mantido pela atual corregedoria,  atinge todos os vídeos produzidos pelo jornal, independente de tema, data, ou qualquer outro fator. Há mais de 16 meses, toda a renda do nosso trabalho vem sendo retida, sem qualquer previsão legal.

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode nos ajudar a manter o jornal, doe qualquer valor utilizando o QR Code que está visível na tela, ou use o código Pix ajude@folhapolitica.org, Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

Com a sua ajuda, a Folha Política poderá se manter firme e continuar o seu trabalho. PIX: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...