quinta-feira, 3 de novembro de 2022

Parlamentares e cidadãos ironizam troca de narrativas da velha imprensa: ‘orçamento secreto virou emenda de relator’


Imediatamente após a divulgação do resultado das eleições, vários veículos da velha imprensa passaram a falar sobre “emendas do relator”, abandonando a narrativa de “orçamento secreto” que foi amplamente utilizada pela campanha de Lula. A mudança explícita foi notada por parlamentares e cidadãos, que questionaram as motivações da velha imprensa. 

A deputada Bia Kicis disse “Ontem era o corrupto e malvado "Orçamento secreto", pior do que o MENSALÃO, hoje, "vamos negociar para manter as emendas de relator" . Mídia desinforma de acordo com seus interesses. Mídia que tem lado não faz jornalismo mas torcida”.

O deputado José Medeiros ironizou: “acabou “orçamento secreto” agora a mídia petista passa a chamar de emenda de relator. Como muda num passe de mágica.”

O deputado Carlos Jordy apontou: “A imprensa, que atacava diariamente o tal “orçamento secreto” e colocava a culpa no Presidente Bolsonaro, agora passa a chamá-lo de emendas de relator e tratá-lo com normalidade”.

O deputado federal eleito André Fernandes questionou: “Ué, não é mais “orçamento secreto”? Só foi acabar a eleição e a narrativa já mudou! Bem na sua cara!”

O jornalista e economista Rodrigo Constantino disse: “Bom dia. Pra velha imprensa, acabou mesmo o “terrível orçamento secreto”, e num passe de mágica eis que temos as inocentes “emendas de relator”…”

O promotor Wesley Vaz afirmou: “Para imprensa marrom e golpista, agora, depois das eleições, o propalado orçamento secreto passou a se chamar “emendas de relator”. Se isso não lhe causa ânsia de vômito há algo errado com você”.

O youtuber Kim D. Paim perguntou: “Algum petista poderia me explicar por que o "consórcio" começou a chamar o "ORÇAMENTO SECRETO" de emendas de relator? Peço humildemente ajuda, porque está parecendo que existia um complô do "consórcio" contra Bolsonaro”.

A médica Ellen Guimarães afirmou “Ontem era “orçamento secreto”. Hoje já se tornou o que é: “emenda de relator””

O escritor Bernardo P Küster disse: “Orçamento secreto virou emendas de relator e picanha virou metáfora. As palavras alteram a realidade para a mídia canalha!”

A advogada Flavia Ferronato questionou: “Alguém pode me falar em qual capitulo da cartilha do jornalismo eu encontro que após a eleição o orçamento secreto virou emenda de relator?”

O pastor Julio César brincou: “Milagres do Governo Lula, mesmo antes de tomar posse:

- Multiplicação de Ministérios.

- Transformou Orçamento Secreto em Emenda de Relator.

- Picanha e Cerveja viraram Metáforas

- A culpa do preço do alto agora é da pandemia, e não mais do Governo”.

O advogado Rafael Lougon ironizou: “A ‘Picanha & Cerveja’ já virou metáfora. O ‘Orçamento Secreto’ já virou ‘Emendas do Relator’. A ‘Diplomacia’ já foi restaurada com Venezuela e Argentina”. Ele acrescentou: “O Orçamento Secreto de esquema, virou mecanismo e de Secreto, não tem mais nada. Ele acabou às 20h do dia 30/10/22. Agora, em seu lugar, existe Emendas do Relator, um plural mecanismo de aplicação do orçamento através do legislativo. Lula já está negociando neste novíssimo modelo”.

O economista João Henrique da Fonseca disse: “**MÁGICA ACONTECE E FOLHA DE SÃO PAULO NÃO USA MAIS O TERMO “ORÇAMENTO SECRETO”. **AGORA QUE LULA ESTÁ ELEITO E DEFENDE O “MECANISMO” O TERMO É “EMENDAS DE RELATOR”. Faz o L”.

O perfil Jeffs ironizou: “Orçamento secreto brevemente será chamado de Mensalão do bem”.

O investidor Leandro Ruschel compartilhou matéria com a manchete “Pacheco defende acordo entre poderes para manter as emendas de relator, criticadas por Lula”, e disse: “Agora, não é mais "orçamento secreto"”. 

O internauta Vinicius Carrion apontou: “A eleição do Lula já realizou o primeiro milagre na imprensa: a emenda do relator voltou a se chamar emenda do relator e não mais orçamento secreto. Entenderam por que a confiança na imprensa é de apenas 48% no Brasil? Este número é da Reuters. É isso, a imprensa não é confiável”.

Há 10 anos, a Folha Política atua noticiando fatos, discursos, argumentos e denúncias que são obliteradas pela velha imprensa. Nosso veículo de imprensa dá voz às vozes conservadoras, ao anticomunismo, à defesa dos direitos fundamentais e da liberdade de expressão e de imprensa, além de trazer ao público os vídeos dos pronunciamentos de autoridades para que o público possa formar sua própria opinião sobre o que foi dito e não precise depender de relatos de terceiros. 

Quem controla a informação controla, em última instância, a realidade. Grupos monopolísticos e cartéis que se associam com o intuito de barrar informações contrárias ou inconvenientes atuam em conluio com a finalidade de aniquilar qualquer mídia independente, eliminando o contraditório e a possibilidade de um debate público amplo, honesto, abrangendo todos os feixes e singularidades dos mais diversos espectros políticos. Controlando as informações, o cartel midiático brasileiro tenta excluir do debate e, em última instância, da vida pública, os conservadores e os veículos que dão voz a essas pessoas. 

A renda da Folha Política está sendo confiscada a mando do ministro Luís Felipe Salomão, ex-corregedor do TSE, com respaldo e apoio de Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Edson Fachin. A decisão confisca, de forma indiscriminada, todas as receitas advindas do Youtube, indicando claramente que a intenção não é a de excluir conteúdos específicos, mas sim de calar o canal e eliminar a empresa. Há mais de 16 meses, toda a nossa renda é retida, sem qualquer justificativa jurídica. O atual corregedor, Benedito Gonçalves, impôs novas restrições ao canal, a pedido da coligação de esquerda que disputou a eleição.

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar a evitar que o jornal seja fechado, doe por meio do PIX cujo QR Code está visível na tela ou por meio do código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

Há 10 anos, a Folha Política vem mostrando a realidade da política brasileira e quebrando barreiras do monopólio da informação. Com a sua ajuda, poderá se manter firme e continuar a exercer o seu trabalho. PIX: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...