sábado, 10 de dezembro de 2022

Ao lado de Bolsonaro, General Paulo Sérgio se pronuncia na Marinha do Brasil: ‘Frustrar aventuras arbitrárias contra nossa soberania’


No decorrer de cerimônia de Declaração de Guardas-Marinha na Escola Naval, no Rio de Janeiro, ao lado do presidente Jair Bolsonaro, o General Paulo Sérgio, ministro da Defesa, pronunciou-se para oficiais da Marinha do Brasil

O oficial encetou: “Mais um ciclo se completa para esses jovens marinheiros, que optaram por devotar suas vidas à nobre missão de defender a nossa Pátria no mar. Em breve, serão parte das tripulações responsáveis pela manutenção da soberania do nosso Brasil em terra, em águas interiores e por toda a extensão da Amazônia Azul. A alegria que contagia a todos traz à memória os esforços empreendidos em toda essa jornada, desde o ingresso por concurso público, até as intensas horas de rotina disciplinar”.

O ministro destacou, ainda, a presença de militares de nações amigas: “Sete militares de nações amigas, oriundos da Bolívia, Camarões, Panamá, Senegal e Cabo Verde. Estimo que as amizades aqui construídas se eternizem e possam estreitar os laços de união entre nossos países, no momento em que o mundo exige cada vez mais cooperação internacional”.

Dessa maneira, o general ressaltou a necessidade de oficiais capacitados com vistas a proteger a soberania brasileira: “Temos plena confiança de que a Marinha os preparou com esmero, dando-lhes os instrumentos essenciais ao desempenho das futuras funções a bordo de nossos navios e das nossas organizações militares em terra. Vocês estão aptos intelectual, física e moralmente para os primeiros passos dessa vida de honra que é ser oficial da Marinha do Brasil. Não esqueçam que a profissão militar exigirá dedicação exclusiva e permanente disponibilidade. Um verdadeiro sacerdócio. Saibam que os desafios estão apenas começando. Eles se tornaram uma constante, e cada vez mais complexos. Vão requerer profissionais com liderança, iniciativa, coragem, desprendimento e criatividade. A Marinha que estamos construindo será cada vez mais moderna e integrada ao Exército e à Força Aérea. Isso é essencial para que o Brasil exerça sua capacidade de dissuasão, de modo a frustrar quaisquer aventuras arbitrárias contra nossa soberania”.

Nesta toada, ele concluiu: “Rogo ao Altíssimo que ilumine seus passos para que sigam em proa seguro na missão de proteger as nossas riquezas e cuidar da nossa gente”.

A ditadura da toga segue firme. O Brasil tem hoje presos políticos e jornais, parlamentares e influenciadores censurados. A Folha Política tem toda sua receita gerada desde 1º de julho de 2021 confiscada por uma ‘canetada’ do ministro Luis Felipe Salomão, ex-corregedor do TSE, com o aplauso e o respaldo dos ministros Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Edson Fachin. Além disso, todas as receitas futuras do jornal obtidas por meio do Youtube estão previamente bloqueadas. Há mais de 17 meses, todos os rendimentos do jornal estão sendo retidos sem justificativa jurídica. 

Anteriormente, a Folha Política teve sua sede invadida e TODOS os seus equipamentos apreendidos, a mando do ministro Alexandre de Moraes. Mesmo assim, a equipe continuou trabalhando como sempre, de domingo a domingo, dia ou noite, para trazer informação sobre os três poderes e romper a espiral do silêncio imposta pela velha imprensa, levando informação de qualidade para todos os cidadãos e defendendo os valores, as pessoas e os fatos excluídos pelo mainstream, como o conservadorismo e as propostas de cidadãos e políticos de direita.

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar a evitar que o jornal seja fechado pela ausência de recursos para manter sua estrutura, cumprir seus compromissos financeiros e pagar seus colaboradores, doe por meio do PIX cujo QR Code está visível na tela ou por meio do código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

A Folha Política atua quebrando barreiras do monopólio da informação há 10 anos e, com a sua ajuda, poderá se manter firme e continuar a exercer o seu trabalho. PIX: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...