segunda-feira, 5 de dezembro de 2022

Bolsonaro se emociona e chora com Michelle em cerimônia com oficiais-generais promovidos - Cumprimentos


O presidente Jair Bolsonaro e a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, se emocionaram e choraram, nesta segunda-feira, durante cerimônia de cumprimentos a oficiais generais das Forças Armadas. A cerimônia ocorreu no Clube Naval, em Brasília.

Na semana passada, o presidente Jair Bolsonaro participou, no Exército Brasileiro, da cerimônia de promoção de oficiais-generais do Exército. Dez generais foram promovidos na solenidade que contou com a presença de ministros e autoridades militares.

Na cerimônia, ocorreu a entrega do bastão de comando, da apostila de carta patente e da carta patente aos oficiais-generais promovidos, além da entrega de espadas aos generais de brigada. A espada de general envolve o compromisso e a tradição e simboliza a importância da investidura do oficial como chefe militar, enfatizando os vínculos que o unem ao passado e ao futuro da instituição.

“Comemoramos, hoje, a promoção de um general de exército, quatro generais de divisão e cinco generais de brigada. Cumprimento-os pelo êxito em nossa vibrante carreira das armas e pela renovação da confiança que a Força lhes dispensa”, disse o Chefe do Estado-Maior do Exército, general Valério Stumpf Trindade. E acrescentou: "O que se espera do novo Chefe é o novo que ele representa e pode produzir para responder às necessidades do presente e aos desafios do futuro. Essa é a natureza primária da evolução. A entrada dos senhores no círculo dos oficiais-generais vem marcada por essa expectativa”.

De acordo com a Lei 5.821 de 10 de novembro de 1972, as promoções dos oficiais da ativa das Forças Armadas são efetuadas pelos critérios de antiguidade, merecimento, escolha, ou ainda por bravura e post mortem. De acordo com o Exército, a promoção a general é o reconhecimento maior a que um soldado vocacionado pode aspirar, correspondendo ao ápice da trajetória, alcançada após longa jornada de dedicação.

Na solenidade, também ocorreu a imposição da Ordem do Mérito Militar, que é a mais alta condecoração do Exército Brasileiro, para homenagear militares e civis que tenham prestado notáveis serviços ao país ou se destacam no exercício da profissão.

Com informações de Palácio do Planalto

A ditadura da toga segue firme. O Brasil tem hoje presos políticos e jornais, parlamentares e influenciadores censurados. A Folha Política tem toda sua receita gerada desde 1º de julho de 2021 confiscada por uma ‘canetada’ do ministro Luis Felipe Salomão, ex-corregedor do TSE, com o aplauso e o respaldo dos ministros Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Edson Fachin. Além disso, todas as receitas futuras do jornal obtidas por meio do Youtube estão previamente bloqueadas. Há mais de 17 meses, todos os rendimentos do jornal estão sendo retidos sem justificativa jurídica. 

Anteriormente, a Folha Política teve sua sede invadida e TODOS os seus equipamentos apreendidos, a mando do ministro Alexandre de Moraes. Mesmo assim, a equipe continuou trabalhando como sempre, de domingo a domingo, dia ou noite, para trazer informação sobre os três poderes e romper a espiral do silêncio imposta pela velha imprensa, levando informação de qualidade para todos os cidadãos e defendendo os valores, as pessoas e os fatos excluídos pelo mainstream, como o conservadorismo e as propostas de cidadãos e políticos de direita.

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar a evitar que o jornal seja fechado pela ausência de recursos para manter sua estrutura, cumprir seus compromissos financeiros e pagar seus colaboradores, doe por meio do PIX cujo QR Code está visível na tela ou por meio do código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

A Folha Política atua quebrando barreiras do monopólio da informação há 10 anos e, com a sua ajuda, poderá se manter firme e continuar a exercer o seu trabalho. PIX: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...