domingo, 11 de dezembro de 2022

Coronéis Chrisóstomo e Armando confrontam Lula e alfinetam STF: ‘Não respeita a Constituição Federal’


Em pronunciamento no plenário da Câmara dos Deputados, os deputados federais Coronel Chrisóstomo e Coronel Armando fizeram severas críticas a Lula e ao PT, ressaltando a necessidade de combate aos malfeitos e ao saque aos cofres públicos.

Coronel Chrisóstomo asseverou: “Sobre a CPI do BNDES, naqueles 6 meses de batalha, ouvimos diversos assuntos que doíam em nossos ouvidos, em nossa alma. Um ex-ministro, o Palocci, disse: ‘Roubaram muito, mas vocês estão errados, dizendo que foram 500 bilhões de reais. Foi muito mais’. Eu perguntei onde estava o dinheiro e ele disse: ‘Aquele senhor barbudinho levou para os paraísos fiscais’. Eu sou do Exército Brasileiro, uma instituição que é ferrenhamente contra qualquer tipo de ‘rolo’. Lá, a ‘peia’ pega. Lá, não se admite. Tem quem diz: ‘Rouba, mas faz’. Se roubar, é cadeia! Roubou, é cadeia!”.

O parlamentar Coronel Armando, por seu turno, salientou: “Temos um governo, o que vai assumir, que é um exemplo maior de corrupção no mundo, estamos entregando para quem tem histórico de corrupção. O Legislativo tem papel na fiscalização, essa fiscalização não pode ser conivente. Temos de acabar com o foro privilegiado e precisamos ter a prisão em segunda instância. A corrupção, o crime de colarinho branco, ela mata. Temos várias pessoas que não são ‘ficha limpa’ exercendo cargos públicos. O nosso Judiciário não nos representa em alguns momentos, pois temos a maior Corte do Brasil que não respeita a Constituição Federal. A Justiça é fundamental: não pode tardar, não pode falhar, não pode ser corrupta e estar acima da lei”.

Dessa maneira, ele concluiu: “Se não houver harmonia [entre os poderes], seriedade e compromisso, nosso país não vai evoluir para ser a Nação que desejamos”.

Milhões de brasileiros foram às ruas para pedir liberdade e o cumprimento da Constituição, com a garantia de direitos fundamentais que vêm sendo sistematicamente desrespeitados. O Brasil tem hoje presos políticos e parlamentares, jornais e sites censurados. A Folha Política já teve todos os seus equipamentos apreendidos no âmbito de um inquérito conduzido pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal. Atualmente, toda a renda do jornal está sendo confiscada a mando do ministro Luís Felipe Salomão, ex-corregedor do TSE, com o apoio e louvor dos ministros Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Edson Fachin.

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar o jornal a sobreviver, doe qualquer quantia pelo PIX, através do QR Code que está visível na tela, ou através do código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

Há 10 anos, a Folha Política vem mostrando fatos da política brasileira, cobrindo eventos dos três poderes e dando voz a pessoas que o cartel midiático do país não quer mostrar. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...