sábado, 10 de dezembro de 2022

Coronel Tadeu se pronuncia após Bolsonaro ‘quebrar o silêncio’: 'A gente precisa desse líder ativo para o combate ao comunismo'


Em pronunciamento ao vivo realizado por meio das redes sociais, o deputado federal Coronel Tadeu falou sobre o discurso feito pelo presidente Jair Bolsonaro após um longo silêncio de cerca de 40 dias. O deputado disse: “Esse discurso do presidente manda um recado muito legal: Confiem nas Forças Armadas. Qual foi o principal recado do presidente Jair Bolsonaro. Confie nas Forças Armadas, faça a sua parte, venha para a rua. Venha mostrar que você é brasileiro e acredita no seu país. Afinal de contas, moramos aqui. Precisamos acreditar. Eu gostei do discurso do presidente Jair Bolsonaro, muito bacana, principalmente por ele estar se comunicado com o povo brasileiro. Um homem com 58 milhões de votos. Inegavelmente, é a maior liderança de direita hoje”. 

O deputado apontou a necessidade de uma liderança. Coronel Tadeu disse: “A gente precisa desse líder ativo para o combate, para a gente poder lutar contra o comunismo. Hoje, no mundo, temos aproximadamente 20 a 30 milhões de refugiados. O que é um refugiado? Quem fugiu de seu país. Temos os da Ucrânia, obviamente, pois está em guerra. Lá é frio, sem energia elétrica, sem aquecimento, o que você vai fazer? É inóspito. Quase impossível sobreviver em situação tão precária. Há os da Síria, que também está em guerra. E temos os da Venezuela. Eles fogem de lá por causa do Socialismo, o tal Socialismo que a esquerda adora elogiar, dizendo que é o melhor regime do mundo, que funciona. É por isso que temos que lutar e estar atentos a tudo que está acontecendo”.

Coronel Tadeu lembrou: “Nesta semana, a PEC da Gastança vai entrar lá na Câmara. Isso vai mexer com o nosso bolso. Grave o que estou falando: vamos ter inflação, alta de juros, desemprego, recessão se essa gastança for aprovada. É uma consequência lógica, óbvia, qualquer economista pode falar para vocês. Os que querem falar bem do PT se omitem em falar as consequências dessa PEC. Cobrem os seus deputados”. 

A Constituição Federal determina, em seu art. 5º, inciso LIV, que “ninguém será privado da liberdade ou de seus bens sem o devido processo legal”. No entanto, o ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Felipe Salomão, mandou confiscar, em decisão monocrática em inquérito administrativo, a renda de canais e sites conservadores, como de Bárbara, do canal Te Atualizei, e da Folha Política. 

A decisão do ministro, que recebeu o respaldo e o apoio de Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Edson Fachin, confisca toda a renda dos canais, sem qualquer distinção segundo o tipo de conteúdo, o tema, a época de publicação ou qualquer outro critério. Há mais de 17 meses, toda a renda do nosso trabalho é retida sem qualquer justificativa jurídica.

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode nos ajudar a manter o jornal funcionando, doe através do QR Code que aparece na tela, ou utilizando o código Pix ajude@folhapolitica.org. Caso não use Pix, a conta da empresa Raposo Fernandes está disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo. Há 10 anos, a Folha Política vem enfrentando a espiral do silêncio imposta pelo cartel de mídia que quer o monopólio da informação. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...