domingo, 11 de dezembro de 2022

Deputado estadual alerta petistas sobre ‘monstro do autoritarismo’ e afirma: ‘É um estado de exceção, a realidade é essa’


Da tribuna da Assembleia Legislativa do estado de São Paulo, o deputado estadual Gil Diniz congratulou as Forças Armadas do Peru por impedirem o golpe de estado tentado pelo então presidente Pedro Castillo, da extrema-esquerda, que sofreu impeachment no mesmo dia da tentativa de golpe. O deputado afirmou: “esse sim, golpista, que tentou dissolver o parlamento do Peru, não conseguiu. Ali sim, as FFAA impediram um golpe, garantindo ali a constituição, e o presidente do Peru foi preso”.

O deputado afirmou: “a gente não pode deixar de fazer a comparação com o que está acontecendo aqui no Brasil. Deputado com mandato preso por falar; deputado com mandato ou eleito cerceado na sua liberdade de expressão, tendo suas redes bloqueadas, derrubadas por Alexandre de Moraes. E agora inovaram. O super poder do super poder determinou o afastamento do prefeito de Tapurah”. O deputado leu a comunicação oficial do próprio tribunal, que relatava o afastamento do prefeito e a determinação da indisponibilidade de veículos e a imposição de multas. 

Gil Diniz apontou: “um prefeito, numa canetada, foi afastado do cargo. Foi eleito pelo povo. Deve ter, provavelmente tem, nesse município, uma Câmara de Vereadores que pode afastar o prefeito, se entender que ele cometeu crime de responsabilidade. E, numa canetada, numa decisão monocrática, o ministro Alexandre de Moraes afasta, por 60 dias, o prefeito eleito. Qual é o próximo passo? Os deputados estaduais? Deputado federal, já mandou até prender. Os  senadores… o presidente da República. Eu aviso aos colegas do Partido dos Trabalhadores - esse monstro do autoritarismo vai virar para vocês. E eu vou estar aqui nessa tribuna dizendo: eu avisei, alertei, chamei pelo nome, disse qual era o problema”.

O deputado alertou: “mais uma vez nossa Constituição é rasgada, é ultrajada, nós não vivemos o Estado Democrático de Direito. O Congresso Nacional já foi fechado. Infelizmente, essa é a realidade. Porque senadores são omissos e covardes, tirando ali as exceções, louváveis exceções”.

Após a deputada Janaína Paschoal, que presidia a sessão, confirmar que não é atribuição de ministros das cortes superiores afastar prefeitos no exercício do mandato, o deputado Gil Diniz lembrou que as decisões monocráticas do ministro vêm sendo tomadas sem respeito ao devido processo legal, sem investigação nem julgamento. Ele afirmou: “não tem absolutamente nada, só tem uma vontade pessoal. (...) É para amedrontar a nossa sociedade, para desestimular qualquer manifestação”

Gil Diniz afirmou: “as nossas liberdades individuais não estão sendo garantidas nesse momento. A nossa liberdade não está sendo garantida nesse momento. É um estado de exceção, a realidade é essa. A gente não pode mais esconder”. 

Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro e pessoas que apenas têm um discurso diferente do imposto pelo cartel midiático vêm sendo perseguidos, em especial pelo Judiciário. Além dos inquéritos conduzidos pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, também o ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Felipe Salomão, criou seu próprio inquérito administrativo, e ordenou o confisco da renda de sites e canais conservadores, como Bárbara, do canal Te Atualizei, e a Folha Política. Toda a receita gerada pelo nosso jornal desde 1º de julho de 2021 está bloqueada por ordem do TSE, com aplauso dos ministros Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Edson Fachin. Há mais de 17 meses, toda a renda do nosso trabalho vem sendo retida, sem qualquer previsão legal. 

Sem a possibilidade de receber a renda de seu trabalho, o jornal corre o risco de fechar. Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar, use o QR Code que está visível na tela para doar qualquer quantia, ou use o código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

Há 10 anos, a Folha Política faz a cobertura da política brasileira, mostrando atos, pronunciamentos e eventos dos três poderes, quebrando a espiral do silêncio imposta pelo cartel de mídia que quer o monopólio da informação. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...