terça-feira, 27 de dezembro de 2022

Deputados Peres, Simon e Koch se unem para enfrentar ilegalidades de Moraes, do STF: ‘Abusos, cerceamento, arbitrariedades’


Diversos deputados da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul pediram para fazer apartes durante o discurso de despedida do deputado Tenente-Coronel Zucco, que versava sobre o tema “democracia e liberdade” 

O deputado estadual Sérgio Peres desabafou: “Quando é para se infiltrar no meio das pessoas de bem, que não são ‘pão com mortadela’ pagos com dinheiro de sindicato, dos cofres públicos…Ali, são pessoas que trabalham, que tocam esse país, que são do agronegócio. Caminhoneiros que circulam com o alimento para a mesa do brasileiro sem sequer ter um dinheiro do governo. São tratados pelo senhor Alexandre de Moraes, o ‘cabeça de ovo’, como baderneiros. Multando, dando ordem de prisão. Por quê? Porque teve um único governo neste país que enfrentou o sistema. O senhor presidente Jair Messias Bolsonaro. Ele não aceitou comer na mão dessa corja”

Nesta toada, o parlamentar acrescentou: “Achei que a delação premiada iria resolver o problema. Aqueles milhões foram devolvidos. Infelizmente, estão dizendo que tudo foi errado, que não teve condenação, o ex-presidente Lula foi descondenado.

O deputado Tiago Simon, por seu turno, disse: “A democracia se coloca para instrumentalizar a dignidade da pessoa humana. A organização do Estado, a defesa dos direitos individuais. A democracia se coloca como um sustentáculo da pluralidade, da cidade. Hoje, talvez, seja um dos momentos mais importantes em que nós precisamos defender a liberdade do nosso país frente aos abusos que vêm ocorrendo, notadamente face aos abusos do Poder Judiciário. Prisões arbitrárias, cerceamento à liberdade de expressão e à livre manifestação do pensamento. O banimento arbitrário das redes sociais feito da maneira mais antidemocrática”.

O deputado Issur Koch, por sua vez, argumentou que o Brasil está vivendo “não o início, mas o meio de uma ditadura judicial”. O parlamentar complementou: “Toda ditadura, toda monocracia é muito perigosa. Quando ela tem lado, ela se torna nefasta. Quando tem seus escolhidos e seus protegidos, tem o dobro do perigo”.

A ditadura da toga segue firme. O Brasil tem hoje presos políticos e jornais, parlamentares e influenciadores censurados. A Folha Política tem toda sua receita gerada desde 1º de julho de 2021 confiscada por uma ‘canetada’ do ministro Luis Felipe Salomão, ex-corregedor do TSE, com o aplauso e o respaldo dos ministros Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Edson Fachin. Além disso, todas as receitas futuras do jornal obtidas por meio do Youtube estão previamente bloqueadas. Há mais de 17 meses, todos os rendimentos do jornal estão sendo retidos sem justificativa jurídica. 

Anteriormente, a Folha Política teve sua sede invadida e TODOS os seus equipamentos apreendidos, a mando do ministro Alexandre de Moraes. Mesmo assim, a equipe continuou trabalhando como sempre, de domingo a domingo, dia ou noite, para trazer informação sobre os três poderes e romper a espiral do silêncio imposta pela velha imprensa, levando informação de qualidade para todos os cidadãos e defendendo os valores, as pessoas e os fatos excluídos pelo mainstream, como o conservadorismo e as propostas de cidadãos e políticos de direita.

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar a evitar que o jornal seja fechado pela ausência de recursos para manter sua estrutura, cumprir seus compromissos financeiros e pagar seus colaboradores, doe por meio do PIX cujo QR Code está visível na tela ou por meio do código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

A Folha Política atua quebrando barreiras do monopólio da informação há 10 anos e, com a sua ajuda, poderá se manter firme e continuar a exercer o seu trabalho. PIX: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...