quinta-feira, 15 de dezembro de 2022

Senador Portinho alerta para ruptura e se revolta contra Moraes: ‘o Congresso está subjugado!’


Durante sessão do Congresso Nacional, o senador Carlos Portinho repudiou a operação realizada pela Polícia Federal a mando do ministro Alexandre de Moraes. O senador disse: “hoje é mais um dia triste para a nossa democracia, especialmente para quem é Deputado, quem é Senador, porque a polícia repressiva do Judiciário invadiu escritórios, gabinetes, em busca e apreensão, em diversos estados, contra colegas Parlamentares”.

O senador pediu ao presidente da Casa, Rodrigo Pacheco, que se digne a permitir que o Senado cumpra seu papel. Portinho pediu: “Nós precisamos votar o PDL do Senador Lasier Martins, que susta os Poderes do Ministro Alexandre de Moraes. Por quê? Só assim a gente vai trazer o Judiciário para o equilíbrio entre os Poderes. Não há Poder acima de nenhum. Não há pessoa acima de Poder nenhum”.

Carlos Portinho denunciou a subserviência do Senado, dizendo: “hoje eu sinto que o Congresso está subjugado. É um dever nosso recuperar o nosso tamanho e abrir o canal de diálogo. O que este Congresso quer é diálogo, é retomar o equilíbrio das Casas, é proteger a prerrogativa do Parlamentar, o direito de fala”. Ele explicou: “Eu não sei hoje se eu, aqui da tribuna, tenho a imunidade ou não tenho. O cidadão comum não tem, o cidadão comum está sendo preso. Primeiro nos calaram, depois prenderam, em breve vão nos cassar”.

O senador afirmou: “para que haja democracia, é importante que haja igualdade entre os Poderes. A situação está insustentável no país. Anotem: estão nos levando a uma ruptura. Hoje, guardem o dia de hoje: estão nos levando – e não queremos –, estão nos levando a uma ruptura. Protejam as prerrogativas parlamentares, a liberdade de expressão, e, acima de tudo, a democracia, porque hoje o vento pode soprar de um lado, amanhã soprará de outro, e eu sempre estarei aqui defendendo a liberdade de expressão, a prerrogativa, o direito de fala do Parlamentar… E a democracia, acima de tudo”.

A renda deste vídeo e de todos os outros da Folha Política está sendo confiscada, a mando do ministro Luís Felipe Salomão, ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, com o aplauso e apoio dos ministros do STF Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Edson Fachin. A decisão do ministro, sem base jurídica, manda confiscar toda a renda do jornal, para inviabilizar suas atividades. Há mais de 17 meses, toda a nossa renda é retida, sem justificativa jurídica. 

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar a empresa a sobreviver, doe qualquer quantia pelo PIX, utilizando o QR Code visível na tela, ou o código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

Há 10 anos, a Folha Política vem mostrando fatos da política brasileira, cobrindo os três poderes e dando voz a pessoas que o cartel midiático não quer que sejam ouvidas. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...