quinta-feira, 12 de janeiro de 2023

Deputada Zanatta confronta arbitrariedades de Moraes e alfineta Lula e Flávio Dino: omissão e invasões


Em transmissão ao vivo, a deputada federal eleita Júlia Zanatta, aliada do ex-presidente Jair Bolsonaro, denunciou as arbitrariedades que estão ocorrendo na perseguição política promovida pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, que ordenou prisões em massa sem qualquer individualização de condutas e sem respeito ao devido processo legal. Ademais, a congressista eleita advertiu para a necessidade de investigar omissões e conivências de Lula e Flávio Dino.

A deputada eleita disse: “Estamos acompanhando os últimos acontecimentos em Brasília com muita preocupação. Está todo mundo nervoso, mas precisamos ficar unidos. Precisamos entender que a solução sempre vai estar dentro da política, por mais dolorosa e difícil que seja, principalmente após os acontecimentos de domingo, que marcarão a história do Brasil. O presidente Jair Bolsonaro nunca estimulou atos de violência e sempre agiu dentro das 4 linhas da Constituição, diferente daqueles que não cometem atos de violência física, mas cometem atos de violência todos os dias contra os brasileiros. Desrespeitam a nossa Constituição, oprimindo, reprimindo e perseguindo. A partir dos acontecimentos de domingo, isso ficará ainda pior”.

Zanatta alertou: “É preciso que haja individualização de responsabilidades. Não é possível considerar que senhoras de mais de 70 anos sejam uma ameaça à segurança nacional. Cadê os direitos humanos que pregaram a vida toda? Cadê os direitos humanos das pessoas que lá estão? Recolheram, simplesmente mandaram entrar em um ônibus dizendo que seria tudo resolvido, e largaram lá com condições subumanas”. 

No ensejo, a parlamentar eleita ressaltou a necessidade de investigar a responsabilidade de Lula e de seu ministro da Justiça: “Precisamos investigar a falta de atitude por parte do ministro da Justiça, senhor Flávio Dino. Parlamentares da atual legislatura estão dizendo que ele foi avisado pela ABIn, Agência de Inteligência. Se os fatos acontecessem durante o Governo Bolsonaro, o primeiro culpado seria ele, assim como o ministro da Justiça. Afastaram o governador em uma canetada e nada se falou sobre o ministro da Justiça de Lula”.

Dessa maneira, ela salientou: “Eu sei que serei perseguida, mas não vou me acovardar e nem me furtar de tomar atitudes. Atitudes, como o presidente Bolsonaro sempre lembrou, dentro das 4 linhas. Precisamos agir e dar o exemplo. O caminho que temos de seguir sempre é o da política”.

Apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro e pessoas que apenas têm um discurso diferente do imposto pelo cartel midiático vêm sendo perseguidos, em especial pelo Judiciário. Além dos inquéritos conduzidos pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, também o ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Felipe Salomão, criou seu próprio inquérito administrativo, e ordenou o confisco da renda de sites e canais conservadores, como Bárbara, do canal Te Atualizei, e a Folha Política. Toda a receita gerada pelo nosso jornal desde 1º de julho de 2021 está bloqueada por ordem do TSE, com aplauso dos ministros Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Edson Fachin. Há mais de 18 meses, toda a renda do nosso trabalho vem sendo retida, sem qualquer previsão legal. 

Sem a possibilidade de receber a renda de seu trabalho, o jornal corre o risco de fechar. Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar, use o QR Code que está visível na tela para doar qualquer quantia, ou use o código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

Há 10 anos, a Folha Política faz a cobertura da política brasileira, mostrando atos, pronunciamentos e eventos dos três poderes, quebrando a espiral do silêncio imposta pelo cartel de mídia que quer o monopólio da informação. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...