quarta-feira, 4 de janeiro de 2023

Vereador paulista denuncia covardia do senado frente ao STF: ‘senadores que não querem mais fazer o papel de senador: saiam!’


O vereador André Rodini, de Ribeirão Preto, fez sucesso nas redes sociais ao divulgar um vídeo com trecho de discurso na Câmara de Vereadores, no qual questiona o papel e a responsabilidade dos senadores na atual situação política brasileira, apontando a covardia dos atuais parlamentares

O vereador comenta o que chama de “situações estapafúrdias cometidas pelo STF, que se julga um poder acima dos demais poderes”, e questiona onde estão os senadores, em especial os de seu estado. Rodini perguntou: “Onde estão os senadores da república, que permitem que os ministros do STF cada hora apareçam com uma novidade?”. O vereador mencionou a decisão que excluiu o Bolsa Família do teto de gastos e questionou: “Isso não é função do Legislativo?”.

Rodini trouxe outro exemplo: “Como é que outro ministro pode tolher a liberdade de expressão monocraticamente? Julgando, condenando, acusando, fazendo todo o ciclo judicial? Isso não é possível numa ordem democrática”. 

O vereador afirmou: “Montesquieu deve estar se revirando no túmulo, principalmente ao ouvir o linguajar de um ministro, falar que o povo brasileiro é mané. Linguagem de bandido, não de um ministro do STF”. Rodini perguntou: “O que está acontecendo em nosso país?”

Rodini falou aos senadores: “Se os senhores senadores não querem cumprir a função que lhes cabe, que saiam da vida pública. Nós somos legislativo. Nós fazemos leis. Nós vigiamos a lei. E nós defendemos o equilíbrio entre os poderes. Senhores senadores que não querem mais fazer o papel de senador: saiam!”. 

O vereador mencionou ainda a última multa imposta ao deputado Daniel Silveira, dizendo: “isso é uma vergonha. O Brasil tem que ser reinventado”. O deputado Daniel Silveira é um dos mais emblemáticos alvos da aberta perseguição política promovida pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, contra seus adversários políticos. Mesmo em pleno exercício do mandato parlamentar, o deputado foi preso por palavras proferidas em vídeo, e permaneceu preso por mais de 7 meses. O deputado teve suas redes sociais bloqueadas e foi proibido de conceder entrevistas e participar de eventos públicos. Quando foi libertado, teve que utilizar uma tornozeleira eletrônica e só podia circular em Niterói e em Brasília. Seu patrimônio foi confiscado em multas sem previsão legal, e até seu salário foi diretamente confiscado, além de verbas relativas ao exercício do mandato. O deputado recebeu a graça presidencial após ser condenado, por suas palavras, a uma pena maior que a de muitos autores de crimes gravíssimos contra a vida. Mesmo após a graça, o ministro Alexandre de Moraes segue aplicando multas e punições ao deputado, chegando mesmo a bloquear contas de sua esposa e advogada. 

O assédio ao deputado é parte de um assédio a um grupo de pessoas, tratadas como sub-humanos e cidadãos com menos direitos, por manifestarem suas opiniões livremente e por apoiarem o ex-presidente Jair Bolsonaro. Medidas arbitrárias são tomadas contra essas pessoas, que têm seus direitos e garantias fundamentais desrespeitados. 

Além de ter tido a sede invadida e todos os seus equipamentos apreendidos, no âmbito de um inquérito do ministro Alexandre de Moraes, do STF, que foi posteriormente arquivado por falta de indícios de crime, a Folha Política, atualmente, tem toda a sua renda confiscada a mando do ministro Luís Felipe Salomão, ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, com o apoio e o louvor dos ministros Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Edson Fachin. Há mais de 18 meses, todos os rendimentos do jornal estão sendo retidos sem justificativa jurídica. 

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode nos ajudar a manter o jornal em funcionamento, doe qualquer valor através do Pix, utilizando o QR Code que está visível no vídeo, ou o código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize Pix, a conta da empresa Raposo Fernandes está disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo. 

Há 10 anos, a Folha Política vem mostrando os fatos da política brasileira, fazendo a cobertura dos três poderes, e dando voz a pessoas que o cartel midiático quer calar. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...