quarta-feira, 15 de fevereiro de 2023

Deputado Evair se revolta após encontro de ministro do STF com o MST e decisão pró-Lula: ‘Rabo abanando o cachorro’


Da tribuna da Câmara, o deputado Evair de Melo proferiu severas críticas contra Ricardo Lewandowski, ministro do STF, após ser amplamente noticiada uma participação do magistrado em evento do MST.

O parlamentar rememorou a atuação de Lewandowski durante o impeachment de Dilma e ressaltou que o ministro “rasgou” a Constituição Federal: “Quero deixar registrado que o tal do Lewandowski, aquele mesmo que presidiu aquela fatídica sessão no Senado Federal do impeachment da então Presidente Dilma, rasgou a Constituição e manteve os direitos políticos da Presidente Dilma naquela época, escancarando as aberrações que o Supremo Tribunal Federal tem coragem de fazer com a Constituição brasileira, nesses últimos dias esteve sentado à mesa do MST. Um Ministro do Supremo sentado à mesa, elogiando o MST, o movimento que faz terro* no Brasil, invade propriedades, destrói patrimônio, mas tem a bênção do Lewandowski”.

Ademais, o congressista desabafou quanto à suspensão de mais um processo da Lava Jato contra Lula: “Esse mesmo Lewandowski acaba de suspender o processo da Lava-Jato, que apurava as doações para o Instituto Lula. E, em decorrência disso, o Supremo também suspendeu a ação que mirava o Luiz Inácio Lula da Silva, do PT, que estava na mira dos investigados”.

Dessa maneira, o deputado sintetizou: “Ora, eu repito mais uma vez: essas coisas que o Supremo faz são mais ou menos como o rabo abanando o cachorro. É o avesso do avesso do avesso, nos dias de hoje, ver o nosso Judiciário, o nosso Supremo militando ideológica e propositalmente para manter o que está aí, que é o pior da política nacional”.

Ademais, Evair mencionou declaração do Ministro de Portos e Aeroportos de Lula e o repreendeu contundentemente: “É lamentável ver nos dias de hoje uma pessoa ocupando um Ministério tão importante com um pensamento tão atrasado. E isso aconteceu logo no meu Estado, onde estamos construindo mais dois portos com investimento 100% privado. E vimos um Ministro com um discurso retrógrado como esse, atrapalhando os investidores, atrapalhando a economia, tirando empregos e prejudicando o Brasil”.

A ditadura da toga segue firme. O Brasil tem hoje presos políticos e jornais, parlamentares e influenciadores censurados. A Folha Política tem toda sua receita gerada desde 1º de julho de 2021 confiscada por uma ‘canetada’ do ministro Luis Felipe Salomão, ex-corregedor do TSE, com o aplauso e o respaldo dos ministros Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Edson Fachin. Além disso, todas as receitas futuras do jornal obtidas por meio do Youtube estão previamente bloqueadas. Há mais de 19 meses, todos os rendimentos do jornal estão sendo retidos sem justificativa jurídica. 

Anteriormente, a Folha Política teve sua sede invadida e TODOS os seus equipamentos apreendidos, a mando do ministro Alexandre de Moraes. Mesmo assim, a equipe continuou trabalhando como sempre, de domingo a domingo, dia ou noite, para trazer informação sobre os três poderes e romper a espiral do silêncio imposta pela velha imprensa, levando informação de qualidade para todos os cidadãos e defendendo os valores, as pessoas e os fatos excluídos pelo mainstream, como o conservadorismo e as propostas de cidadãos e políticos de direita.

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar a evitar que o jornal seja fechado pela ausência de recursos para manter sua estrutura, cumprir seus compromissos financeiros e pagar seus colaboradores, doe por meio do PIX cujo QR Code está visível na tela ou por meio do código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

A Folha Política atua quebrando barreiras do monopólio da informação há 10 anos e, com a sua ajuda, poderá se manter firme e continuar a exercer o seu trabalho. PIX: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...